floquinhos

sexta-feira, 17 de abril de 2009

PARA MINHA FILHA - Porque é seu aniversário...

ANGELICA

Corria o ano de 1965, meus dois filhos já estavam crescidinhos e uma terceira criança ainda não fazia parte dos nossos planos.
Numa tarde de final de junho os meninos estavam na área da frente da casa, conversando com uma garotinha, filha do proprietário do armazém do lado, e ela dizia que a irmãzinha tinha nascido, que era maravilhoso ter uma irmãzinha e que eles nunca iriam saber disso porque eles não tinham nenhuma, enfim, essas coisas que crianças dizem para que se sintam elas mesmas melhores, o que é uma característica da ingênua e, quase sempre, inofensiva maldade infantil, essa maldade que em uns se dissipa com uma boa formação e que em outros se acentua pela vida afora...
Num determinado momento eles resolveram entrar e correram para mim e para o pai dizendo que queriam uma irmãzinha também. Rimos e tentamos explicar que, no momento, isso seria um pouco difícil. Mas difícil mesmo era tentar convence-los de que nossa família já estava completa e que um terceiro filho (ou filha) não fazia parte de nossos planos.
O dia passou e à noite, depois de tê-los colocado na cama, ouvi barulho no quarto deles e fui pé-ante-pé, ver o que acontecia. Entreabri a porta e pude ver meus dois meninos de joelhos, junto à cama, mãos postas em oração, pedindo: “Deus, por favor, dá uma irmãzinha pra gente... por favor...” Fechei a porta com cuidado e voltei para meu quarto, comovida. Mas a nossa situação financeira era difícil e, realmente, mais um filho seria problemático. Dizem que Deus ouve as crianças, não sei... o fato é que, um tempinho depois houve um famoso “escorregão na casca de banana” e lá estava eu, grávida!
A alegria dos garotos foi imensa e só se referiam ao bebe que ia nascer como “nossa princesa”. Eu bem que tentei explicar que poderia ser um outro menino, mas qual o que, eles diziam que era menina, e pronto! E era mesmo!
Na madrugada de 17 de abril, nasceu minha filha, Angélica. E aí entra mais um capítulo curioso da história de nossa família: o parto foi meio difícil e quando voltei da anestesia, meu marido, ao lado da cama, olhava para mim com um largo sorriso no rosto dizendo: “é uma menininha... e é linda! E esta você vai educar, porque é mulher, vai ser dona de casa, mesmo... Os meninos ficam por minha conta, mas a menina é você quem educa...” Pensei lá comigo: “deixa estar...”
E o tempo foi passando, as crianças crescendo, transformando-se em adultos responsáveis, todos, como o pai, amantes da cultura e do saber, um orgulho para qualquer mãe... E minha menina, aquela que seria dona de casa? Realmente hoje ela é “também” dona de casa prestimosa, cuidadosa... claro. Mas muito mais que isso... Dedicou-se aos estudos, cursou a Faculdade de Física da USP, fez mestrado e doutorado em Ciências Espaciais no INPE e na Universidade da Califórnia, pós-doutorado na Universidade de Princeton, foi professora da Universidade da Pensilvânia e é, atualmente, cientista pesquisadora do MIT, na área de Astronomia. Tem dois lindos garotinhos, enfim, uma pessoa, linda, linda na verdadeira expressão da palavra, porque além de tudo, é uma linda mulher... Minha menininha, a que nasceu pelo desejo dos irmãos, a que ficou para que eu educasse, porque afinal, mulher, no conceito retrógrado dos machões de antigamente, nascia para ser dona de casa, para esquentar sua linda barriguinha no fogão e esfriar no tanquinho de lavar roupa... Ficou para que eu educasse e eu o fiz, acho que com muita maestria... pelo menos com muito, mas muito amor...

Dulce Costa

6 comentários:

Osvaldo disse...

Oi, Dulce;

Que Deus ilumine sempre sua familia e que a dra. Angélica saiba que bem longe tem uma outra familia que neste momento em tom de oração lhe deseja um Feliz Aniversário e que ela neste dia tão especial seja portador de todas as felicidades extensivas à Mulher que a gerou e lhe deu vida...

parabés para A Dulce e para a Angélica e recebem um beijinho da Ana e Osvaldo

Dulce disse...

Ana e Osvaldo,

Muito obrigada por suas palavras amigas, gentis. Obrigada pelos parabéns, que vou transmitir a minha filha.

Beijos aos dois.

Lourdes disse...

Olá Dulce,
numa rápida passagem pelos blogs dos amigos, deparei com a notícia do aniversário de sua filha. Para si e para a Angélica os meus parabéns.
Muita saúde, sorte e muitos anos de vida.
Beijinhos para as duas.

Dulce disse...

Muito obrigada, Lourdes.

Vou transmitir a ela seu beijo e seus votos. Obrigada.

Beijinhos

Uwish4 disse...

Muitos muitos muitos parabens! As duas! : ) Lindo, mto lindo o seu texto.

Beijinhos

Dulce disse...

Uwish

Muito, muito, muito obrigada1

Beijinhos