quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

De volta à rotina



Quando chega dezembro,  pouco a pouco a casa vai se enchendo de cores, de magia, na expectativa do Natal. E nos acostumamos com essas cores, com as luzes piscando, com a beleza do presépio e  da Vila. Assim também, logo no começa de janeiro, em apenas uma manhã, as cores, as luzes, a magia do Natal vão sendo encaixotadas uma a uma, levadas para o depósito onde ficarão esperando por mais um dezembro. E a casa enrosca-se em uma certa nostalgia, uma tristezinha... Mas isso também logo passa, porque tenho que rearrumar tudo no lugar, mudando isto ou aquilo e, quando percebo, minha casa está de novo acolhedora e com a minha cara. Foi um período muito bom, com o reencontro de familiares e amigos. Valeu cada segundo. É hora de voltar à rotina do dia a dia. No fim do ano tem mais.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Calendário 2017 Médicos sem Fronteiras

Passada a euforia das Festas, vamos lá voltar à rotina do dia a dia. Começando por colocar a casa em ordem, desfazer, presépio, árvore, vila, e tudo o mais, o que vai dar um arzinho de vazio a tudo. Principalmente porque meus amores voltaram ao ninho e, desde domingo à noite, paira já uma saudade no ar. Mas foram dias lindos, filhos e netos felizes... Graças a Deus por isso.
O ano começa como seu antecessor terminou. Por ora, só mudou o calendário. Ah, sim, é claro, mudou nosso prefeito. Melhor esperar um pouco antes de qualquer comentário a respeito. Os grandes temporais já inundam a cidade a cada tarde, o calor está insuportável, mas ainda há esperança no coração de nossa gente. Então, vale a palavra que vem estampada nas grarrafas de um refrigerante tipicamente brasileiro: "Bora là!" minha gente...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

FELIZ NATAL


O Prosa vem desejar a seus amigos e leitores um Feliz Natal.


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Em contagem regressiva


Entramos na semana do Natal.  A casa que me acolhe, aqui em Campinas, está linda, vestida para a ocasião. Minha nora sempre se esmera na decoração, preocupando-se com os mínimos detalhes, desde a porta de entrada até e principalmente a sala e a varanda onde a ceia natalina será servida. Minha filha vem com os rapazes para as Festas, o que quase completa minha alegria. Quase por que? Porque meu outro filho, premido pelo trabalho, não pode afastar-se de São Paulo. Aí vem uma certa nostalgia, saudades dos meus amores ainda pequeninos, correndo pela casa de meus pais, olhos brilhando na expectativa da chegada do Papai Noel, saudades de tempos depois, quando meus netos corriam pela minha casa, abraçando o avô com carinho, rindo por qualquer motivo é até mesmo sem motivo, apenas felizes com o momento. Cresceram e já começam a trilhar seus próprios caminho. Os dois mais velhos já formados e trabalhando, os outros preparando-se para as jornadas que virão. E o presente do ano: Philip acaba de ser aceito no MIT, onde fará engenharia elétrica. Minha filha (e todos nós) estamos muito orgulhosos da conquista desse garoto, um de meus kids, conquista muito merecida, aliás. Preparou-se para ela com dedicação. Enfim, meus amigos, por tudo isso, esta semana de Natal promete ser especial. 


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Esperança


Dando asas à imaginação!
Afinal, já envolvidos pela magia do Natal, conseguimos ter em nós esperança em um mundo melhor, onde a paz possa reinar entre os homens um dia e o amor prevaleça sobre a ganância e os interesses pessoais.