floquinhos

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Depois de algum tempo...


"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes, não são promessas. E comeca a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança..."

(William Shakespeare)

8 comentários:

Maria Emília disse...

O Shakespeare que há em mim diz:
Crescer é lembrar-se de ter amado sem todavia receber um violento mutto no ventre, é respirar sem as tensões dos soluços abafados, é ter a garganta liberta de uma grande bola de tristeza, é sair da longa incubação do sofrimento, é nascer para um mundo novo desconhecido até então, é ser capaz de viver só sem se sentir isolado.
Um grande beijinho,
Maria Emília

Dulce disse...

Maria Emilia,

Muito sábio esse Shakespeare que vive em você...

Beijos

Fernanda Ferreira disse...

Amiga Dulce,

Parabéns pela escolha do poema, lindíssimo...mais uma amante da poesia.


Beijinhos,
Fernanda Ferreira (NÁ)

Dulce disse...

Obrigada, Fernanda.
È verdade, a poesia é um dos prazeres de minha alma.

Beijinhos

Ana Martins disse...

Querida amiga Dulce,
maravilhoso este poema, tão maravilhoso como verdadeiro!

Parabéns por o trazer aqui!

Beijinhos,
Ana Martins

Dulce disse...

Ana

Sou eu quem agradece...
beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Verdadeiro mas, normalmente, muito difícil de aceitar!

Dulce disse...

Pois é, Carlos

Tantas vezes conhecemos os caminhos e nos faltam forças para segui-los, não é mesmo?