floquinhos

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Segunds-feira com poesia...


Carlos Drummond de Andrade

Não Passou

Passou?
Minúsculas eternidades
deglutidas por mínimos relógios
ressoam na mente cavernosa.

Não, ninguém morreu, ninguém foi infeliz.
A mão- a tua mão, nossas mãos-
rugosas, têm o antigo calor
de quando éramos vivos. Éramos?

Hoje somos mais vivos do que nunca.
Mentira, estarmos sós.
Nada, que eu sinta, passa realmente.
É tudo ilusão de ter passado.

16 comentários:

Osvaldo disse...

Oi, Dulce;

Sempre nos deliciando com a obra literário do meu professor!.

Drummond de Andrade é daqueles escritores que se lêem fácil e é tão agradável que se "consome" uma obra num ápice...

bjs, Dulce
Osvaldo

LOURO disse...

Querida amiga Dulce:

lindo poema de Carlos Drummond de Andrade...Parabéns pela escolha...
Gostei!!!

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

O Profeta disse...

Um areal morno acolheu
Teus passos ávidos da chegada
Caminhas na procura das marcas
De uma espera desencontrada

Calmaria!
A bonança reivindicou o Sol no celeste
Uniram-se os pedaços de rasgada vela
Tua alma retomou o sonho adiante


Boa semana


Mágico beijo

Dulce disse...

Osvaldo

Penso que ter sido aluno do Drummond é um privilégio e imagino o quanto ele tenha passado desse seu jeito de ser para seus alunos...

Beijo e um bom dia para você.

Dulce disse...

Lourenço, bom dia.

Mas a receita para não errar é mesmo essa: Drummond. E fico feliz que gostem da escolha.

beijos

Dulce

Dulce disse...

Profeta

Lindo versos, lindos... Obrigada.
Se só o beijo já é demomstração de afeto e amizade, imagine só o valor de um mágico beijo... Obrigada.
Boa semana para você também

Joéliton dos Santos disse...

Oi Dulce...td bem?
Muito lindoo...alias, tudo em seu blog é lindo....
Tenha uma linda semana.
Bjosss

Dulce disse...

Bom dia, Joéliton

Fico feliz que goste do blog. Obrigada.

Boa semana para você também.
bjs.

Agulheta disse...

dulce! Adoro Drummond,tem poemas maravilhosos,os leio com gosto,boa escolha.
Beijinho

Dulce disse...

Lisa

Também eu, gosto muito e sempre encontro nele uma forma de agradar os visitantes deste blog. E como gosto de ver meu amigos "agradados" (rs) Drummond está sempre por aqui.

beijos

Isa disse...

Ainda ñ tinha tirado um bocadinho para os meus queridos.
Mas agora cheguei.
Texto tão terno! Delícia mesmo!
Está uma terrível trovoada bem perto da minha casa. Um calor horrível.Já chove,graças a Deus.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa,

Ah, minha amiga, você sempre chega com tanta amizade e carinho que qualquer hora é hora para sua chegada.Que bom que veio.
Essas chuvas de verão, por vezes assustadoras, mas sempre refrescantes... Gosto muito de chuva... Como gosto de sol, mas gosto mais ainda de um lindo luar... A lua me fascina...

beijos.

Pitanga Doce disse...

Há uma melancolia nesses versos.
"Passou"?

boa tarde Dulce

Dulce disse...

Pitanga

O "passar", quase sempre deixa uma melancolia, ou a palavra a defini-lo seria outra... Quando dizemos passou, geralmente demonstramos que lamentamos o ter passado... Ou não?
boa tarde, minha amiga

bjs

A Magia da Noite disse...

passa o tempo devagar para quem não o quer segurar, passa de mansinho, ou até de fugida, para quem não o sabe parar.

Dulce disse...

A magia da noite...

... se completa com tão doce pensamento sobre a passagem do tempo...