floquinhos

domingo, 21 de junho de 2009

Cecilia Meireles no seu domingo...


Retrato


Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.


Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.


Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
— Em que espelho ficou perdida
a minha face?

6 comentários:

Pitanga Doce disse...

Boa pergunta...

bom domingo Dulce

Dulce disse...

Pitanga

Eu sempre me faço essa pergunta, acredita? rs...
beijos

Pitanga Doce disse...

Acredito, Dulce, e não és a única.

Dulce disse...

Pois é!... rs...

Ana Martins disse...

Belíssimo Dulce, este poema de Cecília Meireles!

Já conhecia mas foi bom reler!

Beijinhos,
Ana Martins

Dulce disse...

Ana

Cecilia agrada sempre, não importa quantas vezes a tenhamos lido.

beijinhos