floquinhos

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Cecília Meireles na sua manhã...


MURMÚRIO


Traz-me um pouco das sombras serenas
que as nuvens transportam por cima do dia!
Um pouco de sombra, apenas,
- vê que nem te peço alegria.

Traz-me um pouco da alvura dos luares
que a noite sustenta no teu coração!
A alvura, apenas, dos ares:
- vê que nem te peço ilusão.


Traz-me um pouco da tua lembrança,
Aroma perdido, saudade da flor!
- vê que nem te digo esperança!
- vê que nem sequer sonho – amor!

2 comentários:

Pitanga Doce disse...

Este poema, Murmúrio, é mesmo para se ler baixinho.

bom dia

Dulce disse...

É muma doçura mesmo, não é, Ptiganga?

Bom dia