floquinhos

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A Poesia de Castro Alves

A DUAS FLORES

São duas flores unidas,
São duas rosas nascidas
Talvez no mesmo arrebol,
Vivendo no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas
Das duas asas pequenas
De um passarinho do céu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu.

Unidas, bem como os prantos,
Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar...
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.

Unidas... Ai quem pudera
Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rosas da vida
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!

22 comentários:

Adolfo Payés disse...

Es un lindo sentimiento el que nace cuando entro a tu blog..
Un magnifico poema..

Precioso..
Un beso.

Saludos fraternos de siempre..
con el abrazo inmenso..

Que tengas un buen fin de semana.. Suerte en todo..

Dulce disse...

Adolfo, bom dia

Obrigada. Você é sempre muito amável.
Fico feliz que goste dos poemas aqui colocados.
Beijos e um final de semana lindo para você.

Si disse...

E de palavras simples, unidas com mestria, se compõe um poema suave e delicioso de se ler.

Dulce disse...

Si

Assim era Castro Alves ao falar de amor, usando palavras simples, falando docemente. Bem diferente de Castro Alves apregoando as injustiças dos homens poderosos contra os menos favorecidos pela sorte. Este encontramos em Vozes d'Africa - Navio Negreiro... Forte, intenso.
Beijos

Dora Regina disse...

Querida amiga, tenho como privilégio trabalhar em uma escola que tem como patrono o poeta Castro Alves, assim tenho oportunidade de conhecer suas obras, gosto muito da sua biografia e suas poesias...
Um grande abraço e um ótimo fim de semana!!

Dulce disse...

Dora Regina

Realmente um privilégio, minha amiga.
Um ótimo final de semana para você, também
Beijos

FOTOS-SUSY disse...

OLA DULCE, MARAVILHOSO POEMA...TIVESTE UMA LINDA ESCOLHA, ADOREI!!!
VOTOS DE UMA EXCELENTE TARDE AMIGA...BEIJOS COM CARINHO,


SUSY

Beth Cerquinho disse...

Oi querida nova amiga...adoro vir ao seu blog... agradeço a vista e sobre a Hitória de Ernani...é uma reflaxão pra mim mesma..rsss claro que jamais com a tal irresponsabilidade...mas sempre será um alerta.
Bjkas e apareça sempre...é muito bom ter vc ao meu lado.

Dulce disse...

Susy

Muito obrigada, amiga. Fico muito feliz em te-la por aqui,
Beijos e bom final de semana

Dulce disse...

Beth
Bom demais passear lá no seu espaço, cheinho de coisas interessantes, ótimos textos.
Confesso que me emocionei com a história e até desenrolar para o final, fui ficando a cada vez mais revoltada com o Mauro... mas no fundo, tinha bom coração, só não tinha a medida exata dos limites entre a brincadeira e a maldade... Mas o final foi realmente lindo.
Parabéns
Beijos e lindo final de semana

Agulheta disse...

Dulce!
Mais um mestre de poesia aqui escrito,este poema eu conheco,e muito belo posso dizer.
Beijinho de amizade Bfs
Lisa

Dulce disse...

Lisa

Castro Alves tem muitos poemas assim cheios de ternura.
Beijos e bom final de semana

Sonhadora disse...

Dulce
Lindo poema de uma simplicidade cativante.
Bom fim de semana
beijos
Sonhadora

Dulce disse...

Sonhadora

Obrigada
Beijos e bom final de semana para você também

LOURO disse...

Querida amiga Dulce!

Lindas rosas,com um sublime poema...

Juntar as rosas da vida
Na rama verde e florida
Na verde rama do amor!

Bom fim de semana,
beijinhos de carinho e amizade

Lourenço

Dulce disse...

Lourenço

Bom ve-lo por aqui.
Obrigada e um bom final de semana para você tambem.
beijos

Vitor Chuva disse...

Olá Dulce!

A beleza contida no final do poema e nas rosas são combinação perfeita: fazem um casamento feliz!

Bom fim de semana. um abraço.

Vitor Chuva

Dulce disse...

Vitor

Essa delicadeza de palavras aparentemente simples está sempre presente quando Castro Alves fala fala de seus sentimentos.
Obrigada, um bom final de semana para você também.
Abraço

Pitanga Doce disse...

Essas rosas amarelas e mais um poema assim...eu poderia dizer que o mundo é amarelo, mas não, querida Dulce. Continua azulinho! Ó céus!

beijinhos em noite quente

Dulce disse...

Oh, minha linda Pitanga

No próximo poema assim ternurento do Castro Alves vou adorna-lo com rosas azuis, em sua homenagem, viu?...
Porque gosto muito de ver você assim envolta em azul... Bem haja, amiga.

Pitanga Doce disse...

Dulce você já foi ao Bluevelvet? Se quiser rir vá lá e ainda vai ficar melhor quando amanhã chegarem a Patti e a Si. hehehe

Dulce disse...

Pitanga

Não, ainda não, mas vou já la ver.
E volta amanhã para ver o que acontece... rs

Ó, Pitanguinha, no próximo post há uma rosa azul para você...
Beijos