floquinhos

sábado, 28 de novembro de 2009

Cecília Meireles - Sempre um encanto

TIMIDEZ

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve...

— mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes...

— palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

— que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando...

— e um dia me acabarei.

18 comentários:

Maria Teresa disse...

Dulce:
Como é primorosa a sensibilidade poética de Cecília Meireles! E nós vamos com ela, pairando pelo desconhecido, buscando o encanto que ela teima em esconder e que nos encanta...
Beijos carinhosos.

Carlos Albuquerque disse...

Bom dia, amiga Dulce!
Por aqui está um nevoeiro frio, que não deixa ver. Até parece o "fog" de Londres! Só que não trouxe Jack Estripador :)
Cecília Meireles.
"- e um dia me acabarei".
Então, virá a saudade da saudade que não viverei.
Bom fim-de-semana.
Beijos

Dulce disse...

Maria Tereza

O encanto escondido, entrevisto numa palavra ou nas entrelinhas sempre deperta nossa imaginação.
Beijos

Dulce disse...

Bom dia amigo Carlos

Ah, o fog londrino sempre despertando temores... rs...

Encontrou o perfeito arremate para o poema de Cecília.
beijos e que as brumas se dissipem nesta manhã de sábado para que o sol se derrame sobre Portugal.

Isa disse...

Em Lisboa um nevoeiro denso,bem cedo, de manhã.
Agora aliviou um pouco.
Terá sido desta visita q.faço aqui e de q.tanto gosto?
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

Nosso amigo, Carlo Albuquerque já havia se queixado desse denso nevoeiro (veja comentário acima) e disse a ele que as brumas logo se dissipariam e um lindo sol haveria de esparramar-se sobre sua linda Lisboa. Assim será - pelo menos assim o desejo... rs

Também gosto muito de recebe-la aqui, minha amiga.
Beijinhos

cristal de uma mulher disse...

Sindo na poesia desta poetiza um calice de mel primordial e não se tem como falar de tão grande literatura.
Parabénes para voce que expõe maravilhas.
Beijos

Adolfo Payés disse...

Un placer leerte..
Es un bello post el que nos entregas..

Un beso

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que disfrutes de tu fin de semana...

Isa disse...

Dulce,voltei pq.o meu filho mais velho,Pedro esteve aqui com a mulher, Carla,a almoçar.
Ela voltou a dizer o quanto gosta de
si e do que escreve.
Claro...só mostra q. tem bom gosto!!
Beijo.
isa.

Pitanga Doce disse...

Mas a gente não se acaba até que ele nos descubra.

boa tarde Dulce (calor e sufoco por aqui)

Dulce disse...

Cristal de uma mulher

Boa tarde, muito obrigada e concordo com você no que diz sobre Cecília.
Beijos

Dulce disse...

Adolfo,

Muito obrigada. Que bom que gosta do que encontra aqui. Fico feliz.
Beijos

Dulce disse...

Ah, Isa, que coisa mais bonita... fiquei tão feliz, muito obrigada a ele, a você, obrigada mesmo e um beijinho para o Pedro, para a Carla e, claro para minha querida e doce amiga Isa.

Dulce disse...

Pitanga...
Pois é... rs...

Aqui o tempo enfarruscado, mas hoje é dia dos netos ficarem conosco, então fomos almoçcar, passear no Villa Lobos (um shopping aqui perto de casa), horas na Livraria Cultura, um sorvete, e finalmente casa, trazendo na cesta um CD novo do Aznavour... Mas como este final de semana é tempo de ser avó em tempo integral, vou deixar para ouvir com calma amanhã à noite, chegando na madrugada...

Beijos e boa tarde

Pitanga Doce disse...

Também tenho Julinha aqui comigo.

Se escuto Aznavour, hoje, me desmancho toda. "Que c'est triste Venise".

boa noite Dulce (com pão de queijo no forno)

Fernanda disse...

Querida Dulce,

É melhor não seguir essa teoria da pesia literalmente...eu faria tudo ao contrário antes que a vida se acabasse.

Beijinhos doces,

Dulce disse...

Boa noite, Mila,

só agora consegui vir para meu quarto. É tanto assunto, que nem te conto. O hobby de meu filho é gastronomia, e lá na livraria imagine em qual seção a gente demora mais? Até a Bia, minha neta (18 anos) acabou descobrindo um livro com uma receita de risoto al funghi e pediu ao pai para ensina-la a fazer. Eram mais de oito da noite e estavamos no Pão de açucar comprando o tal do arroz arboreo. Claro que fomos jantar quase as dez da noite... rs...
Mas foi bom demais, ficou uma delicia... rs...
beijos e boa noite

Dulce disse...

Na,

Mas Cecilia tem sugestões para os mais variados sentidos... rs...
Uma linda noite para você.
Beijinhos e atá amanhã