floquinhos

domingo, 1 de novembro de 2009

A festa de formatura...

Caio e Mariana, jovens, lindos, apaixonados...

Fazia "séculos" que eu não ia a um baile de formatura de adolescentes.
Ainda tinha na memória o tempo em que as formaturas eram acontecimentos sociais de grande porte. Um evento dividido em etapas, vários dias de festa. Um dia, geralmente pela manhã, para a missa , outro dia para a colação de grau, sempre num salão nobre, e um terceiro dia, o sonho da garotada, o baile de gala, um baile com toda a pompa e circunstância, porque em grande parte das vezes era o primeiro baile de gala da vida daqueles meninos. Um grande salão, lindamente decorado, uma grande orquestra, os convidados todos engalanados, eles em smoking, elas em seu primeiro vestido longo...
Tenho lembranças (nada doces) de
meu primeiro baile, o baile que povou meus sonhos durante todo o curso ginasial e ao qual nem fui... durante muitos anos, minha maior frustração... Levei muito tempo para entender...
Imaginem só como andei parada no tempo...
Pois ontem foi uma noite de surpresas, já que colação de grau e baile, na mesma noite, num espaço para eventos, enorme, superlotado, música que dava a impressão que as pessoas estavam se candidatando a uma futura surdez que obrigava os convidados a se comunicarem entre quase gritos e, mesmo assim, com dificuldade para se entenderem, a entrega dos diplomas feita de maneira quase, diria, coletiva, sem solenidade nenhuma, o jantar servido a par e passo com o baile... Estava achando tudo aquilo tão estranho... Mas quando, terminada a entrega dos canudos, a banda contratada assumiu o palco... Wow!... que banda! Cantar, dançar, animar o baile, era com eles mesmos. Iam dos anos dourados aos tempos do axé num passe de mágica, passando pelas décadas todas, do twist ao forró, de Travolta ao Balão Mágico, do Queen a Wando (acreditem!...) com a mesma alegria, musicalidade, beleza de movimentos nas danças e competência. E levava a garotada ao delírio, os meninos cantavam junto, conheciam todas as letras, os passos de dança, andavam pelos tempos de cada música com a mesma alegria, sem se importar que Wando era brega, quase abominado pelas elites, que os Mamonas Assassinas eram um grupo debochado, eles conheciam tudo e quando a banda largou uma seleção de xotes nordestinos, ah! foi contagiante, os meninos nem foram para a pista de dança, pegaram seus pares e entraram na dança entre as mesas mesmo, numa alegria contagiante.
As gravatas e os paletós desses meninos acostumados ao uso dos tênis, jeans e camiseta, ficaram nas costas das cadeiras, as moças em lindos vestidos e sapatos de salto agulha "cairam no forró"... E a madrugada foi se alongando e eu de espectadora, observadora, gravando tudo na memória, tentando absorver as mudanças, encantada com a liberdade de movimentos e de gostos dessa meninada estava, na verdade, presa ao show que a banda dava no palco, olhos correndo pela platéia, imaginando histórias da vida de cada um, pelo comportamento, pelos gestos e, como meu filho bem disse, "só observando e colhendo material para minhas crônicas"... e como tinha material!...

Foi uma noite muito interessante, alegre, dessas que uma vovó que adora um aconchego, uma música suave, um mundo de paz jamais pensaria em viver, mas que valeu cada minuto. E, para terminar, ao sair vi, deslumbrada, uma imensa lua cheia brilhando num céu estrelado... E vocês sabem a magia que a lua exerce sobre mim... Claro que vim durante todo o caminho de volta, namorando a lua...
Noite completa... Barulhenta, esfusiante, completa... Quem diria???


18 comentários:

Reino da Fantasia disse...

Oi linda! viu como foi bom ter ido à festa?! Estou na faixa mais "sexy",e costumo dizer que tenho aprendido muito com esta nova geração.Muito bom,não?! bjs e um lindo domingo pra você.

Dulce disse...

Reino da Fantasia

Mas eu vivo aprendendo... Apredi e aprendo com meus filhos, agora com meus netos, porque a vida é um eterno aprender.
beijos e obrigada.

Carlos Albuquerque disse...

Sempre aprendendo.
Lembrei-me da minha adolescência e dos xotes nordestinos. Sabe, Dulce, dancei muito Luís Gonzaga (Peneira, dançando o baião...).
Gostei de ler este seu "tour".
Fiquei a pensar: que bom deve ter sido o namoro com a Lua.
BJS, bom Domingo

Isa disse...

Como deve ter sido especial,querida Dulce!
Tal como eu:aprendo.Adapto-me.Sigo.
Observo.Guardo.
Usei o meu 1ºvestido de noite,com 18
anos,o 1º colar de pérolas,numa ida a S.Carlos,com a minha Avó.
Até ao 25/04/1974, em S.Carlos,onde se ouvia belíssimas Óperas,só se podia entrar a rigor...
E a Vida segue,segue!
Parabéns Vóvó linda.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Carlos

Bom lembrar, não?
Pois é, Carlos, namorar a lua é encanto em minhas noites, desde sempre. Ela me sensibiliza, me enche de ternura, é magia pura... rs...
bom domingo para você também
Beijos

Dulce disse...

Isa

Outros tempos, outros encantos, ficam as saudades e as lembranças. Vivemos nossos momentos, bons ou maus, quem sabe?, mas vivemos. As gerações mais novas vão vivendo os delas e lá no futuro vão lembrar também com muita saudade do que estão vivendo hoje... e assim o mundo segue em seu caminho...
beijos, Isa, e obrigada.

Beta disse...

A minha formatura está quase chegando!
Dá um friozinho na espinha. rs
Que bom que curtiu a festa!

bj
Beta

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E agora fico à espera dos posts relatando o que por lá viu emerece ser contado para nós, né?

Fernanda disse...

Minha amiga Dulce,

Que bela festa..ainda bem que se divertiu muito.
São estes momentos que marcam a nossa vida, amiga.

Muitos beijinhos

Graça disse...

Dulce,
que gostoso ler tudo isso, amiga!
Que festa linda!!!
E mais linda ela se tornou aos olhos seus, porque tudo depende do nosso estado de espírito, para lembrar Machado de Assis...
Lindo, mesmo!!!
Parabéns novamente a seu neto.
E a lua? Ah, a lua te esperará sempre, sempre...
Um beijo!

Dulce disse...

Beta

Que bom! É momento sempre lindo na vida de uma pessoa. Não precisa ficar com friozinho na barriga, não... Aproveite cada minuto, guarde muitas lembranças e muitas fotos de sua turma, porque esses momento se eternizam nas fotos e nas lembranças.
Beijos e, desdejá, parabens.

Dulce disse...

Carlos

Claro que sim...Vocês merecem o que de melhor eu possa oferecer, viu?
Pode deixar. Assim que bater a inspiração (rs) eu desando a escrever...

Dulce disse...

Ná,

Estava ótimo, amiga. E os meninos esrvam tão felizes...
Beijos e obrigada.

Dulce disse...

Graça

Obrigada.
Mas é isso mesmo, tudo depende de nosso estado de espírito. Se fosse ficar encolhida porque o barulho me incomodava, eu estragaria minha noite e de quem estivesse ao meu lado. E havia tanta vida, tanto movimento, que o melhor era participar com alegria. E foi ótimo.
Agora, a lua... Ah, isso é paixão antiga... temos um caso faz tempo... rs...
Beijos e boa noite

Ana Martins disse...

Amiga Dulce,
uma noite maravilhosamente emocionante que será inesquecível... Que bom que a Dulce se divertiu!

Beijinhos,
Ana Martins

Graça Pereira disse...

Dulce:
Que bom ter gostado da festa da "garotada". Pois no meu tempo era tudo mais formal, como no seu....
A juventude agora vive a correr mas o importante é que seja feliz. O neto é lindo e faz um bonito par com a namorada,a núsica correu décadas animando toda a gente, a lua cheia, muito cúmplice participou do evento e uma vóvo doce viveu uma noite esfusiante, completamente feliz.
E eu tam bém o estou por ti, amiga.
Um beijo e uma semana feliz.
Graça

Dulce disse...

Graça Pereira

Realmente esses meninos tem um ritmo bem mais agitado, dando a impressão de que querem tirar todo o proveito possivel e impossivel do seu momento, mas nem creio que seja isso. Talvez seja apenas consequencia da propria agitação da vida atual. Ou talvez seja só uma visão pessoal, nem sei bem.
beijos e um bom dia.

Dulce disse...

Ana

Como todos os momentos significativos na vida dos filhos e netos, este certamente ficará marcado.
Ando aprendendo a me divertir com pequenas e grandes coisas, porque a cada dai a vida fica mais preciosa e vive-la com alegria é bom demais.
Beijos e obrigada.