floquinhos

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Comemorando o aniversário de um amigo



Hoje temos festa na Blogosfera. Nosso querido amigo Osvaldo, do excelente blog "Mau, Triste e Feio" comemora seu aniversário. E não é um aniversário qualquer. Hoje ele completa 60 anos.
Completar sessenta anos é um marco na vida de qualquer pessoa. A príncipio assusta um pouco, mas uma vida bem vivida faz dessa data uma festa, pelo muito que caminhamos, pelos caminhos que foram abertos, pelo aprendizado que neles encontramos, e por sentirmos que continuamos inteiros e senhores de nós mesmos. E porque a vida fica muito mais preciosa.
E em homenagem a esse querido amigo, para que ele não pense que foi o único a ficar "meio incomodado" numa data como essa, deixo aqui uma pequena crônica que publiquei, em forma de brincadeira, e em resposta às brincadeiras de meus amigos e de meus amores, quando orgulhosamente completei "sessentinha"...
"Na noite em que fiz 60 anos, todos os temores do mundo se apossaram de mim. Fui para a cama cedo, na véspera, mas o sono não vinha. Li, resolvi palavras cruzadas... Ouvi muita música, e nada de conseguir dormir... Nem o Lorax deu jeito. O relógio marcava 3 horas na última vez que olhei para ele... Esse relógio inclemente, que não para, anunciando sempre e sempre a passagem de um tempo que eu gostaria de reter entre meus dedos...
Não fiquei perturbada ao completar 40, afinal eu ainda estava em forma... Quando chegou a vez dos 50, também não me abalei porque “existe tanta cinquentona enxuta”... Mas SESSENTA!? Onde é que já se viu sexagenária olhada com bons olhos? Nem eu mesma, olhando através do espelho, vou ter consideração para comigo... Não há mais esperanças... Não mais uma mulher interessante, apenas uma velhota simpática (na melhor das hipóteses).
Mas não entrego a rapadura. Vou continuar lutando contra a maré. Afinal, aqui dentro de mim, bem no fundo de minh’alma, eu não tenho mais que 30, no máximo 40... Ainda me sinto tão jovem! Epa! Ai! Fui levantar rápido e veio aquela dor na coluna. Nossa como demorei em preparar este almoço... O que foi que você disse? Não sei onde guardei minha caneta... Preciso ir ao oftalmo novamente, estes óculos só tem seis meses e já não servem para nada... Xiii! Aumentei de peso de novo... Meu Deus, quantos amigos e parentes de minha idade já se foram... E com todas essas ponderações eu ainda acho que, no meu âmago, tenho só 30 anos! É que (dizem) o coração nunca envelhece. Tudo bem, mas o corpo não é feito só de coração... Tem braços com bursite, pernas varicosas com reumatismo, cabeça com esquecimentos cada vez mais preocupantes... E dor pra tudo quanto é lado!!! E meus meninos? Todos tão “meninos” ... Já com cabelos brancos...
Algumas alegrias, porém, são inegáveis: Só chegando a essa idade podemos saborear a alegria de ter filhos vencedores, netos maravilhosos, alem de uma visão muito mais completa do mundo.
Mas, veja bem, tudo isso não invalida o fato de eu estar perturbada hoje, nem muda a veracidade nua e crua da seguinte contestação: A partir de hoje, EU SOU SEXAGENÁRIA.
Vou fazer uma revolução...Vou virar o mundo de cabeça pra baixo... HI! Só me faltava essa! Além de sexagenária, maluquinha!!! Será que tá pintando um Alzheimer no pedaço? SOCOOOOOOROOOO!!!

____________________________________________________________

PARABÉNS, OSVALDO!!! UM MUITO FELIZ ANIVERSÁRIO!

34 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

Sendo amiga do Osvaldo, entro em todas as casas que festeja este querido amigo ! Ele merece porque espalha a amizade dele a todo o lado !

Muitos beijinhos de novo, amigo Osvaldo!

E Bem haja por festejar, nova amiga Dulce.

Beijinhos da

Verdinha

Dulce disse...

Verdinha

Seja bem vinda! Esta casa é também sua. Um prazer te-la por aqui.
Vamos pois comemorar, que nosso amigo bem o merece.
Beijinhos

Isa disse...

Junto-me a si para dar os Parabéns a Osvaldo.
Ergo a minha taça à Saúde, à Felicidade à Vida.
Beijo.
isa.

Adolfo Payés disse...

Muchas felicidades..


Un beso


Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos

Dulce disse...

Isa

Brindemos, pois... Tin-Tin...

Beijos e bom dia

Dulce disse...

Adolfo

Em nome do Osvaldo, agradeço
Beijos e muito obrigada.

Carlos Albuquerque disse...

Estive no blog do Osvaldo a dar-lhe um abraço.
Hoje venho dar-lhe um a si, amiga Dulce, pelo gesto bonito que é este post.
Beijos

Dulce disse...

Carlos,

Muito obrigada.
Festejar a alegria dos amigos faz bem à alma. E o Osvaldo é uma pessoa especial, muito querida aqui na blogosfera.
beijo e bom dia

Pitanga Doce disse...

Dulce, já estive lá no Osvaldo mas entrei pela janela da Laura. Foi a primeira vez que fui e num dia tão especial. Espero poder voltar de novo!

beijos e bom dia

Dulce disse...

Pitanga

Osvaldo é uma pessoa que logo você sente amiga. Seu blog sempre traz coisas lindas, fotos e textos muito interessantes relacionados com a arte. Vale bem a pena passar sempre por lá.
Beijos, Mila

Beta disse...

Parabéns ao seu amigo Osvaldo e parabéns pelo texto.
Ri muito!

Dulce disse...

Beta

Muito obrigada em nome do Osvaldo.
Riu, né? rs... Mas é assim mesmo, minha amiga, melhor levar a vida entre sorrisos, senão... rs...
Obrigada / beijos

BEL disse...

Boa tarde Dulce


Deixo aqui os parabéns a Dulce pela amizade ao Osvaldo pelo aniversário


Beijos


Bel

Dulce disse...

Bel,

Muito obrigada por mim e pelo meu amigo Osvaldo.

beijos

Fernanda disse...

Querida amiga Dulce,

Que boa amiga tem esse seu amigo.
Parabéns para ele... e Dulce, minha amiga, eu adorei ler esse texto seu de quando de tornou sexagenária, mas eu estou quase lá...mais dois aninhos e pronto, será que me vou rir como agora ri??? DUVIDO MUITO !!!
Entre só nós duas, ninguém diria que temos as nossas idades, você continua a arrasar corações :))))

Beijos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Senti a mesam sensação em cada número redondo. São etapas da vida que nos marcam, mas à mediada que vamos avançando, vamos tendo mais dificuldade em fazer projectos futuros.

Graça disse...

Dulce ,

muito embora o seu texto tenha sido escrito com boa dose de humor (lindo isso!) eu sou daquelas que vislumbram nas 'entrelinhas' o poder mágico que é fazer sessenta anos...
Ainda não cheguei lá, mas não está tão longe não...rs

Mas enfim, amiga, eu te conheço um pouquinho melhor agora, e fico emocionada com tanta ternura diante dessa inevitável realidade que é simplesmente completar sessenta anos... Parabéns a você, que já entrou serenamente nessa.

Para o Osvaldo, parabéns, com votos de querobolo...
Bjs!!!

Dulce disse...



Fique bem tranquila, minha amiga, as mudanças são muito lentas e o fato de arredondar o numero não implica em envelhecer, não é? A vida é bela em qualquer idade, depende muito de nós (claro que depende das circunstâncias da vida, também). E quando eu fizer oitenta, vou colocar meu chapéu roxo na cabecinha e vou cair no mundo... hehehehehe
Agora... que corações, menina? risos... tadinha de mim... Názinha vou te contar um segredinho: eu nunca arrasei corações... nem nos meus verdes anos.
Adorei seu comentário, amiga. Obrigadas, viu?
beijos e boa noite.

Dulce disse...

Carlos

Não posso negar que havia uma certa inquietação a cada chegada de um número redondo, mas acho que vou passando por eles serenamente, de bem com a vida.
Para você, com um viver intenso, realmente esses números devem soar diferentes do que para mim, numa vida mais quieta, sem grandes projetos, dando um passinho de cada vez... acho que foi assim que aprendi a andar devagarinho... risos... Culpa da minha santa avozinha que, quando me via mais agitada, dizia logo, com aquele sotaque gostoso de Tràs-os-Montes:
Calma, minha neta. Devagar se vai ao longe...

Dulce disse...

Graça,

Muito obrigada.
Vou transmitir seus votos ao Osvaldo.
Na verdade, minha amiga, não é o envelhecer que me assusta. Essa é a lei da vida. Procuro cumpri-la da melhor maneira possivel e viver serenamento o tempo que me cabe.
Beijos

Osvaldo disse...

Querida amiga Dulce;

Com todo o respeito permito-me lhe chamar assim.
Obrigado por esta linda e ternurenta homenagem. Fiquei comovida e emocionado o dia todo com tantas homenagens recebidas e só publiquei no meu blog por ser 60, número redondo,... e só por isso.
Confesso que desde meus tempos do Brasil, meu amado Brasil, sempre tive imensa facildade em ter e fazer amigos... Sempre vivi e continu-o a viver rodeado de amizades, mas os que encontrei na blogosfera,... é incrivel, nunca imaginei que fosse assim. são amigos reais e não virtuais, são daqueles em que a amizade existe...
ao ponto que depois da reunião de Setembro, já no próximo 6 de Dezembro nos reuniremos em Lisboa num grupo já em crescendo. E não descanso enquanto não alugaremos um vôo charter para passarmos uma semana na Madeira e a Dulce terâ que estar porque será a nossa convidada de honra.

Mas, como diz o marido da Verdinha, agora eu já pertenço ao Clube dos SEX-AGENÁRIOS!!!

bjs, Dulce e obrigado por tua amizade.

Osvaldo

JCesar disse...

kkk...adorei o finalzinho...[sexagenaria e maluquinha]...

tudo bem, Dulce? muita correria na universidade e muita diversidade aqui no blogger agora. A riqueza de belos blogs com post maravilhosos como o seu (adorei...) encurtam o tempo..ou..o tempo passa tão rápido...e ainda ha tanto por ler...
bem vinda a volta (post anterior)
uma boa semana
bjs
otimas luas para você.
JC

vou fazer um 'postiiinho' sobre a lua, mas não quiz acumular com o de hoje. Fiz homenagens a outros blogs.

Dulce disse...

Osvaldo

Não há o que agradecer.
Lembre-se que só recebemos aquilo que ofertamos aos outros. O carinho de seus amigos é um retorno da sua atenção para conosco.
Sou eu quem agradece sua amizade.
Ilha da Madeira é sonho, faz tempo, vamos ver. Mas agradeço desde já.
Beijos e mais uma vez parabéns.
Beijos

Dulce disse...

JCesar

Mas é isso mesmo, meu amigo, os blogs, os amigos, tudo tão envolvente, que acabamos com nosso tempo gostosamente tomado por aqui. Vou passar la no seu cantinho para ver as novidades.

Obrigada,
Beijos e boa noite

M. Lourdes disse...

Dulce
Só agora cheguei aqui, mas logo às primeiras horas do dia(no fuso de Lisboa) estive no blog do aniversariante. Neste momento, junto-me nesta sua casa, a si e a este grupo de amigos maravilhosos, que a net juntou para brindar à saúde do Osvaldo.
Tchim, tchim,...
Beijinhos

Dulce disse...

Lourdes
Obrigada por se juntar a nós para brindarmos a saúde do nosso amigo Osvaldo. Tin-Tin...

Beijos e boa noite

elvira carvalho disse...

Parabéns ao seu amigo. Que conte muitos com saúde. Gostei muito do seu texto sobre os sesentinhas.
Há dois anos eu também fiz sessenta e
também fiz um post especial que deixo aqui.


(ESTOU MUITO TRISTE
Pois é. Nasci a 3 de Setembro de 1947. Faz precisamente hoje 60 anos. E porque é que estou triste?
- Porque hoje deixo de pertencer ao vosso mundo. Ao mundo das pessoas com identidade. A partir de hoje, sou para o mundo, apenas mais uma idosa. Senão reparem nas notícias dos jornais. Se temos 59 anos, somos o sr. ou sra. João ou Maria. Se passámos os 59, somos o ou a idosa de tantos anos de idade.
Aqui há anos, li um texto, não recordo de que escritora, que dizia, que uma mulher perde várias vezes a identidade na vida. Ou é a mulher de alguém, ou a filha, ou a mãe.
E é verdade. Nasci num meio pequeno, onde toda a gente se conhecia, e era a filha mais velha do "Manel" Ferreira. Anos mais tarde fui trabalhar para Lisboa. Aí eu era simplesmente a Elvira. Sem apelidos. Só eu. Depois casei. O meu marido era militar, e foi para Moçambique em comissão. Eu era muito jovem estava perdidamente apaixonada. Deixei o emprego, no laboratório e fui para Lourenço Marques. Aí chegada, não conhecia ninguém, a terra era estranha,sentia-me muito só. Porque o marido saía em patrulhas, e levava vários dias para voltar.
Fiz amizade com as mulheres dos amigos do meu marido. E deixei de ser outra vez a Elvira, para ser simplesmente a mulher do Carvalho. E assim foi durante uns anos.
Quando em 73, acompanhei o meu marido para Angola, decidi que ia ser diferente. E foi. Procurei emprego, juntei-me à Cáritas, e recuperei a minha identidade.
Em 81, o filhote era um bebé lindo, e muito amoroso. E eis que perdi outra vez o nome. Durante os 20 anos seguintes, passei a ser a mãe do Pedro. Há uns 5 anos voltei a ter nome. Passei a ser a Elvira Carvalho. Era tudo o que eu queria. Ser a Elvira.
Agora vou perder o nome de novo. E desta vez para sempre. E é por isso que estou triste. Não me preocupa a idade. Apenas o rótulo.
Detesto essa coisa impessoal, fria e discriminatória de idosa. )

Um abraço

Dulce disse...

Elvira

Muito interessante sua crônica. Temos mesmo fases de perder o nome, mas confesso que nunca me prendi muito a isso, nunca me incomodei em ser a mulher do Bira ou a filha do Gonçalves, ou a mãe dos meus filhos, porque dentro de mim eu era eu...
Mas rótulos são mesmo difíceis de se aceitar e nem sempre os merecemos, ou pelos assim pensamos.
beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Com o meu arco íris venho deixar um beijinho
Amanhã vou para o hospital militar do porto sou operada 5º feira.
Se tudo correr bem venho passado poucos dias... Aqui a minha poesia vai continuar gosto muito de ti...




ARCO-ÍRIS


É a alegria da vida...
Vejo no arcoo-íris...
A união do mundo...
As cores...
Estão unidas...
Estão juntas...
E formam...
Apenas um só...

Mas...
Sem atropelos...
Sem emaranhados...
Sem ódios...
Cada uma...
Ocupa o seu lugar...
E calmamente...
Encosta-se à cor vizinha...
E deixa-se embalar...
Com um suspiro...

Como eu gostava...
Que os homens...
Fossem como o arco-íris...

Que cada um respeitasse...
O seu espaço...
E respeitasse o próximo...
Para poder também...
Ser amado e...
Ser respeitado...


LILI LARANJO

Ana Martins disse...

Adorei o seu texto Dulce, você é uma sexagenária linda por dentro e por fora e isso é que conta minha amiga.

Beijinhos,
Ana Martins

Dulce disse...

Lili

Meu pensamento vai com você, minha amiga e tenho certeza que vai tudo correr muito bem e que logo estará de volta com suas lindas poesias.
Aguardo noticias assim que as puder dar. Obrigada pelo seu lindo arco-iris.
fique com meu beijo e minhas orações.

Dulce disse...

Ana

Muito obrigada, minha amiga. Conta muito ter amigos e sentir o carinho de cada um de vocês.
Beijos e boa noite

Sandra disse...

Linda Homenagem amiga.
Também fiz para o nosso amigo João, que dia 16.11 completou 75 anos.
Foi uma linda festa surpresa.
Passe lá e veja.


Sandra

Dulce disse...

Sandra

Já lá estive hoje pela manhã e vi a linda homenagem que seu amigo recebeu. Desejo que ele seja muito feliz e que tenha muitos outros aniversários ai comemorados com a mesma alegria.
Beijos e parabéns ao Joao e a amiga linda que o homenageia.