floquinhos

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Claro que a vovó consegue!...


(meua amores daqui do hemisfério norte, Philip, Angélica e Alexander)

Normalmente venho para Winchester durante o verão e, até o divórcio de minha filha os kids passavam as férias fazendo cursos de teatro e eu, apesar de ficar responsável pela cozinha nesse período, não tinha preocupação com eles. Agora, a situação ajustando-se ainda, minha filha e eu achamos por bem deixar os meninos em casa durante o mês de agôsto, ficando comigo. E foi maravilhoso poder estar com eles mais tempo, embora, claro, mais cansativo, pois minha filha vai para o trabalho no MIT pela manhã e volta a tardinhs e a vovó tem que estar atenta a tudo.
Final das férias, as aulas recomeçaram no dia primeiro mas, já amanhã há uma reunião dos professores e segunda feira aqui é o Labor Day (Dia do Trabalho), o que significa que eles só voltam as aulas na proxima terça feira. Então!... Vovó em tempo integral de novo...

Estavamos em meu quarto, agora a noite, minha filha, meus netos e eu, como acontece sempre, conversando, lendo, ouvindo música, enfim, desfrutando de um tempo em que minha filha gosta de ficar com os kids, após um dia de trabalho e o Philip todo animado disse que ficariam quatro dias inteirinhos em casa. Fingindo perplexidade, olhei para ele e disse:
- O que!... De novo em casa?... Vou ter que cuidar de vocês quatro dias seguidos? Mais quatro dias, inteirinhos?...
Sem titubear, ele olhou para mim, abriu seu sorriso lindo e retrucou:
- Come on, vovó, isso é fácil!... Você fez isso o mês inteiro e foi tão bom. Quatro dias não é nada, você consegue...
E a vovó, completamente desmoralizada, caiu na risada, que contagiou todo mundo. Para uma criança, tudo é sempre fácil, mas ninguém podia negar que ele estava certo... Foi fácil e gostoso esse tempo de férias, eu "tirei de letra". Então... mais quatro dias são só um premiozinho, um bonus, nada mais... risos...
Depois disso volto ao ninho, já com o coração cheinho de saudades dos meus gringuinhos que só vou rever por ocasião do Natal, quando eles devem ir ao Brasil para passarem conosco as festas de final de ano.
E como costumo brincar com eles, só me resta dizer: "Vovó love you so much, kids...
"

6 comentários:

Fernanda disse...

Querida Dulce,

Come on it will be piece of cake!

Linda a sua descrição do vosso afecto. Imagino só o miminho que a Dulce não lhes dará, quem me dera estar no seu lugar...juro!

Beijos

Dulce disse...



Pois é, miminhos é que não faltam.
Acabam de almoçar e já estou aqui pensando no bolo de chocolate que vou fazer para o cafe da tarde... E olhe que meu tempo de gostar de cozinha já passou... risos...

beijos

Pitanga Doce disse...

Nós temos uma caixinha cheia de "consegues". Consegue ir buscar na escola quando se está no meio de uma reunião, consegue levar ao cinema para ver um filme que só interessa a eles, consegue gostar de yakisoba (hic!).
Vê se não é! hehe

Dulce disse...

Pitanga Doce

Para isso somos avôs, Mila...
beijos e um bom dia

elvira carvalho disse...

Uma ternura o post. Os netos são a nossa alegria...

Dulce disse...

Elvira

Ah, são mesmo...
Já sinto saudades antecipadas, só em lembrar que vou partir... rs

bjs