floquinhos

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

MEUS POETAS DO CORAÇAO - João Moutinho

AGORA

Agora... eternamente só
Escovando os anos de pó...
Saboreando tristes desenganos...
Vou enganando a vida
Nos poemas...

Pinto como quero
O que desejo...
Projecto a cor perfeita
A dor profecta...
Diluindo os dilemas
Na ponta da caneta!

Agora... eternamente só
Completamente Deus...
Contemplo-te ainda
No desfiar do tempo
Entre a ponte do passado
E o ponto presente...

E pronto!

Visto-me de mim...
Peço emprestado
O que me falta de corpo...
Até que venha o fim
E assim...
Semi vivo... semi morto...
Entre sóbrio e ébrio...
Entre são e louco
Vou-me esfarrapando
A pouco e pouco
Em versos que escrevo
Tantas vezes por escrever...
Quantas vezes sem saber
O que me espera...

De certo a morte,
Quem dera a sorte
De ser apenas!
Primavera!

Agora,
Eternamente só...

2 comentários:

aninejf disse...

Boa tarde Dulce, fico cada vez mais feliz quando leio seus comentários... E a proposta está de pé, se me deres permissão, gostaria de postar seus contos, que acho divinos....

Depois visite meu novo blog, esse é sobre cinema e música... Ainda em fase de adaptação

tem um link no poesia expressao da alma

Dulce disse...

Anine
Obrigada por suas palavras.
Você tem minha total permissão. Para mim é uma honra poder estar em seu blog.
bjs.