floquinhos

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Como um marinheiro de primeira viagem...


É sempre assim! Cada vez que vou viajar á a mesmíssima coisa. Fico tensa, um tanto agitada, com receio de esquecer alguma coisa, de alguma coisa não dar certo... Sinto-me sempre como se fosse "um marinheiro de primeira viagem". E olhe que nestes últimos seis anos essas viagens viraram quase rotina em minha vida. Houve ano de eu viajar quatro vezes para os Estados Unidos, mas a tensão nos aeroportos americanos é sempre grande após o trágico onze de setembro. Nem reclamo da segurança, eles não podem mesmo baixar a guarda, falo da correria, da agitação ou ainda das longas esperas entre um voo e outro, nas conexões, do cansaço de se levar mais de vinte horas entre um destino e outro. sem contar que a minha disposição para essas viagens vai descrescento na medida em que miha idade vai avançando... acho que isso é bem lógico e esperado, não?
O fato é que só relaxo quando chego no aeroporto de Boston e vejo o sorriso de minha filha iluminar minha chegada... Aí eu sinto que vale muito a pena essa correria toda, essa expectativa, esse cansaço...

6 comentários:

Pitanga Doce disse...

Acontece sempre assim comigo quando faço as malas. Mas já aprendi o truque. Começo a repetir para mim mesma :" Vai dar certo, no final sempre dá. Você já não sabe que é assim?"

bom dia Dulce

Dulce disse...

Pitanga, bom dia!

eu também faço isso, mas até me convercer, vai tempo... rs...
Mas já está, praticamente, tudo pronto. Podóloga hoje, cabeleireira e manicure amanhã cedo, documentos devidamente conferidos, roupas sobre a cama para por nas malas, enfim, tudo encaminhado. Ou, quase tudo... rs...
beijos e obrigada pela dica.

tinta permanente disse...

É bom que seja assim: certinha e, na chegada, compensatória!...

abraços!
www.tintapermanente.com

Dulce disse...

Tinta Permanente

Pois é, e ainda assim, com tantos cuidados nos preparativos, ainda fica um certo receio. Mas bom mesmo é a chegada!...

abraços

elvira carvalho disse...

Então boa viagem e seja muito feliz nestas férias(?).
Um abraço e tudo de bom

Dulce disse...

Obrigada, Elvira

E tem razão razão em colocar férias com interrogação, porque ao mesmo tempo que podemos considera-las realmente férias, sei que vou encontrar muito afazeres por lá. Acho que avó nunca tira férias. Mas seja como for, é sempre um tempo lindo esse passado com meus amores.
beijos