floquinhos

quarta-feira, 11 de março de 2009

A MENINA NA SACADA...

(Foto Gino / Montagem Photoshop: Ney Rocha)

Sempre digo que amigos são presentes de Deus, ou da vida, como queiram.
E tenho sido presenteada com amigos tão especiais... Amigos que ficam sempre atentos a uma oportunidade de ver um sorriso em meu rosto, amigos que sempre tem um gesto de atenção e de carinho para comigo, amigos que se fazem presentes em minhas horas mais difíceis, amigos com os quais divido momentos, pensamentos, troco confidências, enfim, amigos que me completam.

É exatamente um desses amigos o responsável pela montagem da foto que ilustra este post. Uma foto muito significativa para mim, pois mostra o casarão que minha família ocupou por décadas, lugar aonde nasci, me criei, vivi até o dia do meu casamento. Palco de lindas histórias de família, guarda lembranças, emoções, lágrimas e risos entre suas paredes, e quem o ocupa hoje sequer desconfia de quantas histórias foram vividas sob seu teto. Histórias que foram guardadas em pequenas crônicas que reuni num livro. Algumas dessas crônicas, a partir de agora, serão colocadas aqui para quem tiver curiosidade de ler.
Mas falava da foto. Meu sobrinho passou pelo casarão, fotografou-o e mandou para mim. Fiquei encantada e me lembrei de manda-las para que meu amigo Ney, lá de Niterói, as visse, pois gostara do livro e sempre comentava suas historias. O que eu não esperava era que uma das fotos me seria devolvida com uma Dulce muito jovem, ali na sacada, aquela mesma sacada que costumava acolhe-la nas noites de lua, ou nas tardes de verão, a mesma sacada aonde ela ficava esperando, ansiosa, por ver o bem-amado aparecer lá na curva da esquina... Meu querido amigo transformou a foto de uma casa antiga na foto da moça a espera do sonho... fiquei feliz, emocionada, encantada...
Obrigada, Ney. Ficou demais!...

Na próxima postagem, a primeira das crônicas contando a história de uma família que viveu feliz, durante décadas, nesse velho casarão.

Dulce Costa

Na noite de onze de março do ano de 2009

2 comentários:

ney disse...

Dulce,
Obrigado por suas palavras amigas, não sou lá muito bom nesse tal de photoshop, mas fiz o melhor. Bom poder lembrar de onde nascemos e moramos por tantos anos, da família, de todos os momentos de convivência e amor. Fico feliz que tenha gostado. E vamos as suas belas crônicas de um velho casarão e de uma família que nele viveu feliz. Recordar é viver! ney/

Dulce disse...

Ney,
quem agradece sou eu, meu amigo. Adorei. Obrigada, mesmo.
beijos