floquinhos

quarta-feira, 4 de março de 2009

E O AMOR? QUEM DEFINE? (1)


(Platão)

"Não há ninguém, mesmo sem cultura, que não se torne poeta quando o Amor toma conta dele."


6 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA DULCE, BELA A FRASE E FAZ TODO O SENTIDO... ADOREI... UM ABRAÇO DE CARINHOP,
FERNANDINHA

Dulce disse...

Obrigada, Fernanda.
Um abraço para você, também.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

É bem verdade! E a frase vai muito bem com a canção do Elvis!

Dulce disse...

Pois não é que vai muito bem mesmo?... Aliás, Elvis vai bem com tudo... rs...

tinta permanente disse...

Tantos, todos, foram os poetas que lhe quiseram dar expressão na palavra. Outros, tantos, todos, lhe quiseram saber o sortilégio em cada limbo da forma.
Não será, apenas, o amor, uma fome que não se consome?...

abraços!

Dulce disse...

"Uma fome que não se consome?..."
Sim, talvez...
Uma maravilhosa definição, sem dúvida.


Um abraço