floquinhos

quinta-feira, 15 de abril de 2010

O tempo dentro do espelho (3)


Para cumprir-se, o tempo necessita
de tudo o que já fiz e se aproveita
da moça adormecida na campina
perante a minha dor adolescente;
dos cabelos de minha mãe tão moça,
tão valente na proa da canoa;
da lágrima no olhar do meu amigo
me dizendo "que pena, eu vou morrer";
do meu primeiro filho perguntando
"para onde vai o mar quando é de noite?",
da tua mão na minha dentro da água;
do medo que eu senti na cordilheira,
dos cavalos correndo no vulcão
assustando as estátuas solitárias
com seus olhos de pedra me espreitando;
da pele do meu peito que murchou;
do espelho sempre intacto em que se esconde
o pretérito mais do que imperfeito
da minha vida.

O tempo é a minha sina
aderida a meu sonho além da aurora,
a frágua do meu cântico futuro.

(Thiago de Mello)

4 comentários:

Maria Teresa disse...

Dulce:
São esses instantes puros os mais verdadeiros e cristalinos, como a textura da rosa apoiada na transparência que você captou.
Beijos

Julio Cesar disse...

Olá Dulce...

O tempo também é algo que me fascina. Digo a amigos extremamente materialistas, que vivem almejando ganhar na loteria:
"A riqueza do tempo só se equipara a da Saúde. A Saúde de alguma forma ainda pode sucumbir-se ao 'dinheiro', mas não o tempo.Não há dinheiro que compre mais um dia, seja de junvetude ou qualquer outro. Não há como inserir uma hora a mais nas 24 do dia.
Deixo minha poesia, publicada no vendo e sentindo:

Tempo

Esticar o que não se vê.
Agarrar o que não se sente.
Controlar o incontrolável?
Em verdade é ele quem nos controla.
Vendidos e iludidos, queremos comprar.
E em função dele, pela ação dele, em tudo querer desfrutar.
Comprar-lo não é possível.
E assim, determinado segue em frente.
Não há obstáculos.
Quase em desespero, dobrando os passos largos
No seu encalço, grito: mais devagar.
Na esquina da Rua Passado com a Av. Futuro, percebendo minha aflição
O Presente sinaliza para seguir pela avenida.
Olho para cima e vejo uma placa:

Destino: Você
Distância: ?
Faça uma boa viagem

Julio Cesar

Dulce disse...

Maria Teresa

Instantes que marcam o tempo...
Beijos, obrigada e boa tarde

Dulce disse...

Julio César

Assim é, meu amigo... nada é mais precioso...
Linda poesia, muito obrigada
Beijos e uma boa tarde.