floquinhos

terça-feira, 5 de maio de 2009

Numa manhã tão azul...


Meu coração percorre distantes caminhos do tempo e numa esquina perdida encontra seu olhar, seu sorriso, sua saudade. Tanto tempo acalentando essas lembranças, essa doce saudade. que ficou guardada, escondida lá no mais profundo do meu ser.. Maravilhoso sentir que você voltou. E o que parecia tão distante, eaquecido, imerso entre as lembranças, ressuge forte, acalentando a alma, reabrindo esperanças, iluminando o resto de um caminhar que vinha triste, solitário, despertando em mim sonhos que já nem ousava sonhar...
Tempo... Tanto tempo... Éramos tão jovens, a vida mal começara. Que sabiamos nós da vida? Nada!... Tomamos rumos diferentes, vivemos nossos momentos, trilhamos nossos caminhos que pareciam seguir em paralelas, sem imaginar que num dia qualquer de um futuro que era distante, haveriam de se cruzar numa outra esquina do tempo, numa outra fase da vida. Uma fase mais madura, aonde os valores tem outra dimensão, outro significado. Uma fase aonde um simples caminhar de mãos dadas, um sentar lado a lado, um momento de ternura, preenchem a vida.
A manhã está tão linda... Azul, ensolarada... Mas ainda que estivesse cinza, chuvosa, fria, dentro de mim brilharia o sol... O sol de sua presença, o sol de um carinho renovado...

Dulce Costa
Na ensolarada manhã de cinco de maio de dois mil e nove.

7 comentários:

Fernanda Ferreira disse...

Querida amiga Dulce,

Belíssimo tema, lindamente escrito que me deixa feliz, muito feliz a ser real.

Como hoje perdi um amigo especial, sinto-me particularmente vulnerável...são os encontros e desencontros da vida!!!

Beijinhos,
Fernanda

Dulce disse...

Querida Fernanda

Lamento profundamente sua perda.
Perder um amigo especial é algo que nos abala. Mesmo sabendo que cada um de nós tem seu caminho e que temos todos, um dia, que chegar ao nosso destino, ainda assim fica-se inconsolável com o vazio que se forma em torno de nós com essa partida.
Paz em seu coração, amiga. Haja muita serenidade em seu espírito.

Beijinhos
Dulce

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

É uma bela sensação, o prazer do reencontro. Há tempos passei por uma situação identica...

Dulce disse...

Carlos,

Momentos tão especiais, não é mesmo?

Lourdes disse...

Olá Dulce,
Que momentos tão intensos quando se reencontra alguém que estava arrumadinho nas nossas recordações.Há que os aproveitar quando eles são agradáveis.
Beijinho

Lourdes disse...

Olá Dulce,
Que momentos tão intensos quando se reencontra alguém que estava arrumadinho nas nossas recordações.Há que os aproveitar quando eles são agradáveis.
Beijinho

Dulce disse...

Lourdes,

Sonhos, esperanças, anseios, tudo se renovando num reencontro...
Um momento muito especial.

Beijinhos