floquinhos

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Guardo em mim um terraço encantado...

(Orquídeas do Jardim Botânico do Rio. Foto Ney)

Cada um de nós tem um lugarzinho secreto dentro de si para poder abrigar-se dos males da vida quando eles resolvem nos atormentar, ou para nos embalarmos em doçuras e encantos. Um bosque, uma praia, uma casa de campo, um pequeno apartamento numa cidade qualquer,,, Eu tenho um terraço! E esse meu terraço é encantado...

Daqui deste meu terraço costumo vislumbrar mundos e fundos... Costumo parar para pensar na vida, para viver a irrealidade dos meus sonhos, para analisar momentos e pensamentos. Entro no mundo da poesia, da musica, da fantasia. Namoro ao luar ou olhando a chuva cair por sobre a cidade. Sou jovem, sou mulher madura, sou velha, tudo a um só tempo, dependendo muito das circunstâncias, do momento, da virtual companhia... se um amigo querido, se um amigo distante, ou se for eu mesma essa companhia. Aqui abro minha alma, solto confidências, reclamo da vida, canto docemente ou desafino, danço ao som de violinos, choro em silêncio, morro de ciúmes, ando serenamente, pés descalços, coração aberto para o mundo... Aqui vivo minha dualidade, aqui sou eu mesma, sem máscaras, aqui reconheço todos os meus desejos, mesmo os mais escondidos, aqueles que não gostaria de confessar nem a mim mesma e que vêm a tona fazendo de mim uma mulher que ainda sente uma intensa ânsia de amar, de ser amada, de ser envolvida num cálido abraço, viva, total e completamente viva, neste singular outono de minha vida...

Dulce Costa
Na fria madrugada do dia oito de maio do ano de 2009.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Gosto de ficar horas na varanda do meu Rochedo olhando o mar, com um livro por companhia.

Dulce disse...

Carlos,

Cada um de nós tem um lugar encantado onde podemos dar asas aos nossos sonhos, mergulhar dentro de nós mesmos, e nos descobririmos por inteiros...