floquinhos

domingo, 24 de maio de 2009

MEUS POETAS DO CORAÇAO - Carlos Drummond de Andrade


MÃOS DADAS

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.

Estou preso à vida e olho meus companheiros.

Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.

Entre eles, considero a enorme realidade.

O presente é tão grande, não nos afastemos.

Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,

não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida.
Não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.

O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,

a vida presente.

14 comentários:

Daniel Costa disse...

Dulce

Drummond de Andrade, com a sua poesia, ensina e lança o convite a manter um espírito forte. Uma faceta que admiro num poeta.

Daniel

Dulce disse...

Daniel

Drummond era especial,mesmo.
E essa é uma faceta que admiramos em qualquer pessoa, mas que num poeta tem um significado mais forte.

Isa disse...

Minha querida,como gosto de Drummond,
da sua Poesia,seus conceitos.Será
eterno.
Realmente foi muito bom,ontem. A companhia das Irmãs,o carinho q.temos
umas pelas outras!É festa quando nos juntamos.
A peça vale mesmo a pena.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa, bom dia

Tão bom poder-se estar com pessoas queridas, dividir momentos... Assim o domingo, ainda que não seja um dia preferido, fica especial.
beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Gosto muito de Carlos drummond de Andrade. As suas palavras estão cheias de sabedoria e transmitem emoções fantásticas

Dulce disse...

Carlos

Drummond é um dos meus poetas do coração e sempre estou com sua poesia por perto.

alex mazilu disse...

you are welcome anytime...
thank you so much !!


A.

Dulce disse...

You too, Alex.
Thanks a lot.

mariz disse...

Salvé Dulce

LIdo este poema.
Conheço esses 2 meninos de qualquer lado..são uma delícia não são?
Ficam bem com po tema
e quiser ver o nvo look do meu blog e o selo com que me premiou...vá até lá...tem desde logo 1 ursinho animado para lhe entregar uma rosa.

Abraço meu
MAriz

Lourdes disse...

Olá Dulce,
muito bonito este poema de Drummond.
E que bom seria se todos seguíssemos o nosso caminho "de mãos dadas".
No entanto, fazêmo-lo muitas vezes de costas voltadas e, por isso, aí está o Mundo que temos...
Beijinhos

Dulce disse...

Lourdes

Seria um mundo bem melhor, minha amiga. Pena que não seja assim...
beijinhos

Dulce disse...

Nariz

E Drummond!... sempre vale a pena.
Os meninos são a graça e a poseia, por isso estão sempre por ai.
Vou já já passar lá no seu cantinhos, obrigada.

Um abraço.

Dulce

Bernardo disse...

Estamos todos taciturnos neste mundo absurdo e que não sabemos em que vai dar, mas nutrimos grandes esperanças. Isso é Drummond.
Um abraço

Dulce disse...

Sim, Bernanrdo,

Drummond em toda sua sensibilidade.

Um abraço