floquinhos

sábado, 19 de junho de 2010

Meu sábado começa com poesia...


Testamento

O que não tenho e desejo
É que melhor me enriquece.
Tive uns dinheiros - perdi-os...
Tive amores - esqueci-os.
Mas no maior desespero
Rezei: ganhei uma prece.

Vi terras da minha terra.
Por outras terras andei.
Mas o que ficou marcado,
No meu olhar fatigado,
Foram terras que inventei.

Gosto muito de crianças:
Não tive um filho de meu.
Um filho... Não foi de jeito...
Mas trago dentro do peito
Meu filho que não nasceu.

Criou-me, desde eu menino,
Para arquiteto meu pai.
Foi-se um dia a saúde...
Fiz-me arquiteto? Não pude!
Sou poeta menor, perdoai!

Não faço versos de guerra.
Não faço porque não sei.
Mas num torpedo-suicida
Darei de bom grado a vida
Na luta em que não lutei!

(Manuel Bandeira)

2 comentários:

Pitanga Doce disse...

Bom dia Dulce! Por aqui, em terras de Araribóia e São Sebastião, o dia vai calmo e céu aberto. Tenho andado em falta por conta de exames. Espero voltar à toda na próxima semana. Aqui e na árvore!


Que bom que Bandeira não fazia versos de guerra!


beijos Dulce (o coração vai bem obrigada, aos saltos)

Dulce disse...

Pitanga, boa tarde

Falta por falta, anda cá a minha... O tempo parece mesmo que anda encolhido e só hoje terminei os exames, agora é começar a separar o que levar e ir acomodando nas malas, mas este final de semana é tempo de avó curtir netos, então... Haja segunda-feira longa para dar conta de tudo que a espera.
Hoje o dia está azul demais e agradável, sem frio, então lá fomos nós ao Consulado Mineiro saborear uma comidinha boa lá das Alterosas. Agora, a casa em calma, Bia estudando para a prova na faculdade, Gabriel tocando sua guitarra e César entretido nos joguinhos. Ah, claro, filhotinho tirando uma sonequinha que também, ninguém é de ferro e esse "menino" precisaria de um dia de 36 horas e ainda faltariam horas.
Então, ói eu aqui, passeando tranquilamente pela blogosfera até que a casa volte a se agitar.
Que seu final de semana seja lindo.
Beijos e muito sol nesse seu Rio de primavera.