floquinhos

quarta-feira, 5 de maio de 2010

A Poeira do Tempo...


"Porque entre o sim e o não é só um sopro, entre o bom e o mau apenas um pensamento, entre a vida e a morte só um leve sacudir de panos - e a poeira do tempo, com todo o tempo que eu perdi, tudo recobre, tudo apaga, tudo torna simples e tão indiferente."

(Lya Luft)

4 comentários:

Beta disse...

É...
Linda frase.

bj

Pitanga Doce disse...

Entre o sim e o não há o talvez, que confunde e machuca. Quanto à poeira do tempo , é preciso deixar que abaixe e acalme tudo, mas leva tempo, muuito tempo...

boa tarde em lindíssimo dia. Deus acordou inspirado!

Dulce disse...

Beta

Não é mesmo?
bjs

Dulce disse...

Pitanga Doce

Então, linda amiga, é preciso dar tempo ao tempo.
Beijo em entardecer enfarruscado, sem saber no que vai dar.