floquinhos

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Na caixa de recordações...


Quem de nós não tem sua caixa de recordações, seu baú de memórias, lugares onde guardam pequenas relíquias que são sinônimos de momentos vividos com amor, ternura, paixão? Nas caixinhas de recordações guardamos as lembranças físicas, uma carta, um lencinho, um espelho, uma flor ressequida pelo tempo... No baú de memórias guardamos nossos momentos, um beijo, um sorriso, uma dorida despedida, um sonho não vivido...

No poema abaixo, Florbela abre sua caixa de recordações, mostra-nos seu conteúdo, fala-nos sobre cada um deles...


Folhas de rosa

Todas as prendas que me deste, um dia,
Guardei-as, meu encanto, quase a medo,
E quando a noite espreita o pôr-do-sol,
Eu vou falar com elas em segredo ...

E falo-lhes d'amores e de ilusões,
Choro e rio com elas, mansamente...
Pouco a pouco o perfume do outrora
Flutua em volta delas, docemente ...

Pelo copinho de cristal e prata
Bebo uma saudade estranha e vaga,
Uma saudade imensa e infinita
Que, triste, me deslumbra e m'embriaga

O espelho de prata cinzelada,
A doce oferta que eu amava tanto,
Que reflectia outrora tantos risos,
E agora reflecte apenas pranto,

E o colar de pedras preciosas,
De lágrimas e estrelas constelado,
Resumem em seus brilhos o que tenho
De vago e de feliz no meu passado...

Mas de todas as prendas, a mais rara,
Aquela que mals fala à fantasia,
São as folhas daquela rosa branca
Que a meus pés desfolhaste, aquele dia...

14 comentários:

Marliborges disse...

Meu Deus!!! Que sentimento lindo e que forma delicada de expressar! Talento poético é para quem tem, e você tem muito, amiga!!! Parabéns Bjsssssss

Patti disse...

Claro que todos temos, ou deveríamos ter. Eu tenho a minha, bem guardada perto de mim, para lhe mexer quando a nostalgia me aperta.
Comecei há cerca de três anos, também a anotar todas asa datas importantes da minha vida; uma forma de caixa de memórias para o futuro.

Dulce disse...

Marli Borges

Obrigada pela gentileza de seu comentário. Talento? Confesso que não sei. Sentimentos? Ah, esses tenho-os sim... muitos.
Beijos

Dulce disse...

Patti

Faz bem em anotar as datas, minha amiga, porque com o passar dos anos essas lembranças guardadas numa doce caixinha vão se misturando e algumas vezes fica até dificil saber quando foi, porque o tempo vai mesclando, mesclando...
bjs.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Mas às vezes é tão doloroso viver as recordações, Dulce!

Dulce disse...

Carlos Barbosa de Oliveira

Tem razão, Carlos. Há recordações que são mesmo horríveis e que chegam rasgando a alma e que, infelizmente, metem-se em nossa caixinha de recordações, misturam-se as doces e boas lembranças e nem sempre podemos impedir que elas venham a tona. Afinal, elas também ajudaram a construir nossas vidas, a fazer do nós o que somos...
bjs

José Sousa disse...

Fiquei deslumbrado não só com seu blog, como também pelas suas posatages, maravilha!!!
Conheça os meus em:
www.congulolundo.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com

Um abração

Dulce disse...

José Sousa

Obrigada, José. Um prazer recebe-lo em meu cantinho. Seja bem vindo.
Estou indo visitar seu espaços, muito obrigada pelo convite.
Um abraço.

M. Lourdes disse...

Dulce
Penso que uma grande parte das pessoas tem uma caixinha para guardar as suas recordações e quando a abre, lá vem tudo à memória. Umas vezes os bons momentos que nos fazem sorrir, outras a lembrança dum ente-querido já desaparecido, que nos faz rolar uma lágrima,... Enfim recordações...
Bom fim de semana.
Lourdes

Dulce disse...

Lourdes

São tantas lembranças, não é, mesmo> Umas tão doces, outras tão doloridas, porque assim transcorre uma vida, entre momentos...
Beijos, boa noite e um bom final de semana para você.

Em busca de mim disse...

Lindo poema!
No meu copinho do tempo, também bebo uma saudade estranha e vaga...
Gd beijo

Ana Martins disse...

Boa noite Dulce,
na caixa de recordações, a mais rara é são precisamente as folhas da rosa branca. Lindíssimo, de uma sensibilidade indiscritivel.

Beijinhos,
Ana Martins

Dulce disse...

Em Busca de Mim

Lembranças e saudades que embalam a vida... E que bom que as temos.
Beijos e bom final de semana

Dulce disse...

Ana Martins

Por vezes, as mais doces recordações estão ligadas a momentos simples, tão doces que permanecem... E Florbela torna qualquer simples momento num momento de rara beleza.
Beijos e bom final de semana