floquinhos

sábado, 1 de maio de 2010

Conclusão...


AMOR


Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima.

(Paulo Leminski)

12 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

O meu não acabou.
É-me, por isso, difícil responder.
Mas se acabasse, não seria em raiva não, mas em rima, ou não fosse o nosso amor o mais belo poema que escrevemos que continuamos a escrever.
Beijos, Amiga Dulce.
Bom fim-de-semana

Dulce disse...

O meu também não, Carlos. Segue comigo ainda, como, estou certa,seguiu com ele para além da vida.
E, se tivesse que se transformar, seria em prosa e verso, com ou sem rima, mas nunca em raiva.
Beijos e bom final de semana para você também.

Lídia Borges disse...

Lindo!

Transformado em rima é mais generoso!
Assim o queira a vida que é o mesmo que dizer: assim o queiramos nós.

Um beijo

Dulce disse...

Lidia Borges

Generoso! É a palavra certa e assim deveriam acabar os amores pela vida a fora: em rima, em versos ou, quando muito, em doce prosa...
Obrigada, Lidia e um bom final de semana.
Beijos

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA AMIGA DULCE, MARAVILHOSO POEMA...!
ADOREI... VOTOS DE UM DIA FELIZ... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Dulce disse...

Fernandinha

Obrigada! Um dia feliz para você também, querida amiga. Beijos

Meus Pensamentos disse...

Lindos versos...
O amor não acaba, vira apenas seu oposto(indiferença)mas lá no fundo ele dorme, iberna profundamente esperando alguém despertá-lo.
O meu amor não acabou mas vive em rimas...
Bjs
Mila

Dulce disse...

Meus Pensamentos

Maravilhoso poder criar rimas para um amor que dorme, Mila.

Obrigada, beijos e boa tarde para você.

Pitanga Doce disse...

Eu nem falo nada...

Boa noite Dulce. Dias tortuosos à vista.

Dulce disse...

Pitanga Doce

Estou ficando preocupada, Mila. Está tudo bem? Dias tortuosos?

Que sua noite seja de paz.
Boa noite, minha amiga.

Osvaldo disse...

Dulce;

O amor não acaba, apenas, como um diamante que é vai-se purificando e lapidando até ficar perfeito e que perdurará mesmo para além dos tempos.

bjs, Dulce.
Osvaldo

Dulce disse...

Osvaldo

E é exatamente isso, esse perdurar além dos tempos, que o torna mágico.
Obrigada, Osvaldo,
Beijos