floquinhos

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O poeta e as palavras...


O tempo de Ofício

Só lendo é que vou saber:
o que escrevi já caiu
na vida, não me pertence.
Leio e me assombro: as palavras
que arrumei com paciência,
severo de inteligência,
cuidando bem da cadência,
perseverante escolhendo,
não escondo, as mais sonoras
e as que gostam mais de mim;
dando a cada uma o lugar
merecido no meu verso
(que desta ciência os segredos
me deu o tempo de ofício,
um exercício de amor),
pois as palavras começam
a dizer coisas que nunca
ousei pensar nem sonhar,
pássaros desconhecidos
pousando no meu pomar.

(Thiago de Mello)

10 comentários:

Mila disse...

Linda Dulce!
Essa poesia que escolhestes é muito verdadeira, retrata um poeta.
Bjs com carinhos da Mila!

Dulce disse...

Mila

Bom dia.
Sim, é verdade. A luta que um poeta trava com as palavras para melhor expressar seus sentimentos.
Beijos e obrigada.

São disse...

Foi bom ter aqui vindo: fiquei a conhecer um bom poeta.

Uma semana feliz.

Dulce disse...

São

Muito bom também é recebe-la aqui.
Obrigada. Boa semana para você também.

Agulheta disse...

Querida Dulce.Gostei da poesia escolhida,tem palavras que só o poeta sabe escrever,na hora nos minutos da sua vida.
Beijinho de amizade.
Lisa

Dulce disse...

Agulheta

Fico aqui imaginando a "batalha" travada entre o poeta e a palavra... Acho que esse poema dá mesmo uma idéia.
Beijos e obrigada.

Rosemari disse...

Um poema lindo , um blog maravilhoso, uma escritora sempre sonhadora.

beijos

Dulce disse...

Rosemari

Obrigada, Rosi, pela presença e pelas palavras.
Beijos

Graça disse...

Querida Dulce,

estou em (grande!) falta com alguns amigos, e entre eles, você, que tem me visitado tão gentilmente!

Que indelicadeza a minha, sô! rs

É que ando em muitas atividades extra, e agora realmente fiquei apertada com esses afazeres.

Amo Thiago de Melo, ele é muito suave e doce! Vc caprichou...

Um grande abraço, minha amiga, e saiba que vc mora num cantinho especial do meu coração!!!

Fique com Deus.

Dulce disse...

Graça

Em absoluto, minha amiga. Falta nenhuma, viu? Nem indelicadeza alguma. Nem sempre nosso tempo nos permite fazer tudo o que gostaríamos.

Um grande abraço para você também e saiba que o sentimento é recíproco. Obrigada.
Amém. Fique com Ele também.