floquinhos

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Mario Quintana na sua manhã...


Inscrição para uma lareira


A vida é um incêndio: nela
dançamos, salamandras mágicas
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!

Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...

8 comentários:

Reino da Fantasia disse...

Surreal e belíssimo! bjs e um lindo dia para você!paz.

Isa disse...

Li o seu comentário e,sabe,Dulce,mais um laço entre nós:
o meu Pai era madeirense!
Achei tão curioso!!
Beijo.
isa.


PS- Amanhã,se Deus quiser,estarei convosco!

Dulce disse...

Reino da Fantasia

Obrigada, um lindo dia para você também, com muita paz em seu coração.
beijos

Dulce disse...

Isa

Curioso, sim, de forma muito agradável, realmente um laço. Fico feliz, amiga.
Beijos

Fernanda disse...

Minha querida amiga Dulce,
Desculpe se tenho estado meio ausente...tudo se prende com o "bendito concurso" e as minhas aulas.
Estou mais ocupada do que o costume, mas logo me habituarei à minha nova rotina.

Não há dúvida alguma de que a vida é um incêndio e que nós nos queimamos, mas assim é a vida.
Lamento todos os que nunca se queimaram...porque esses não viveram.

Beijinhos doce amiga,

Dulce disse...



Fique tranquila, amiga, cuide se seus afazeres sem preocupação. Ser amiga significa entender ausências...

Sabe que também sinto pena quando uma pessoa dis que nunca se queimou? Não sabe o que deixou de viver...
Beijos

Dora Regina disse...

Obrigada por partilhar essa poesia tão linda.
Um grande abraço e um bom fim de semana!

Dulce disse...

Dora Regina

fico muito feliz em te-la por aqui.
Obrigada e lindo final de semana para você também