floquinhos

domingo, 30 de agosto de 2009

MEUS POETAS DO CORAÇAO - Cecília Meireles

MOTIVO

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.

6 comentários:

Osvaldo disse...

Dulce;

Depois de uma semana bastante sobrecarregada de trabalho, aqui estou de volta para poder visitar hoje todos os amigos que eu já nem considero virtuais porque as afinidades são reais.

Falares de Cecília Meireles é nos lembrares o quanto a poesia está sempre viva porque há poetas que são imortais e a Cecília faz parte do imenso leque dos imortais da nossa literatura.

bjs, Dulce,
Osvaldo

Fernanda disse...

Querida amiga Dulce,

Eu só queria ser poeta...não sai nada, quanta tristeza, não inveja!!!
Ao ler tanto poema belo, profundamente belo...penso, porque não tenho veia poética???
Pois é, eu sei "Ser poeta é ser mais alto..."

Mas canto (muito mal mesmo) mas faço-o sempre, seja a canção alegre ou triste, porque como o autor, sei que um dia estarei muda.

Beijos

Dulce disse...

Osvaldo

Sempre é bom te-lo de volta.
Pois é, amigos virtuais acabam sendo sentidos como reais e queridos como tais.
E sem dúvida Cecilia é imortal e figura entre os nomes maiores de nossa literatura.
beijos

Dulce disse...



Todos temos poesia dentro de nós, minha amiga, mas poucos têm a capacidade de expor essa poesia, de mostra-la ao mundo, de encantar. A esses chamamos poetas, e são eles seres iluminados que tem por tarefa maior falarem por nós, simples mortais que carecemos dessa capacidade.
Eu confessadamente incapaz de fazer poesia, sirvo-me deles para expressar sentimentos, para encantar minha alma, para sentir a vida com mais beleza.
Benditos sejam eles, os poetas, por nos darem tante beleza... Benditos somos nós, almas sensíveis, que conseguimos sentir essa beleza, porque, pasme minha amiga, há quem não goste de poesia!...

beijos

heli disse...

Dulce.
Há tanta luz na escrita dos poetas.
Como é bom ler poesia e sentir a beleza da vida.
Hoje acordei sentindo uma tristeza danada, mas ao ler tão belas palavras, meu mundo ficou mais alegre.
Belo dia para vc,
beijos

Dulce disse...

Heli

Tinha acabado de mandar um e-mail para você quando vi seu comentário.
Que bom que o poema ajudou... espero que seu dia fique lindo e que essa tristeza vá embora, dando lugar a alegria e a serenidade em seu coração.
Beijos