floquinhos

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Faz tanto luar...


Lá fora um luar deslumbrante, cá dentro uma solidãozinha doída... Se eu não tomar cuidado vai ser uma daquelas noites em que o choro vai querer lavar a alma... A casa já quase em silêncio, a música tocando baixinho, entrando pelo ouvido, mexendo com o coração. A saudade veio de mansinho e logo foi se instalando na poltrona ao lado, sorrindo, como se viesse para adoçar, mas trazendo no olhar um que de impiedade... E mansamente vai acabar por me envolver colocando diante de mim um sorriso, um doce olhar, a mão cheia de ternura, o abraço de aconchego, a voz quente, a companhia, tantas histórias, tantos sonhos, tantos risos e tantas lágrimas.
Melhor espantar logo essa saudade. Vou procurar um DVD e vou mergulhar numa outra história, dessas que tem sempre um final feliz.
Boa noite, saudade. Não quero sua companhia nesta noite de tanto luar... Amanhã talvez chova e em noite de chuva sempre procuro seu aconchego, sua companhis... Hoje não!... Com tanto luar a noite só pode ser de sonhos... Até amanhã, minha nem sempre desejada amiga.

26 comentários:

Pitanga Doce disse...

Bela decisão, a tua, de espantar esta visita não desejada com um DVD. Só não vejas as Pontes de Madison que aí não tens salvação.

boa noite amiga Dulce.

Pitanga Doce disse...

E tu ainda dizias abaixo que as palavras te fugiram...

Dulce disse...

Pitanga

Só não vai ser As Pontes de Madison porque não o tenho aqui.Se fosse la em casa, certamente correria esse risco porque sou de rever esse filma sempre e sempre. Acho que vou ver Dança Comigo. Ver o Gere no seu post no outro dia... ai, ai... rs...

Pois é, as palavras chegam mas não se demoram. Se estive inspirada escreveria um conto com o que tenho hoje dançando dentro de mim.

Beijo, obrigada e boa noite

BEL disse...

Amigo

Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».

«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!

«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!

«Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.

«Amigo» é a solidão derrotada!

«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!

Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

Andresa disse...

O Luar é sempre magnifico de grande inspiração.
Quão belos seus ecrigos... Amei seu blog. Em admiração por aqui fiquei

Uma nova amiga
Andresa Araujo

Dulce disse...

Bel

Muito lindo! Obrigada.
bjs

Dulce disse...

Andresa

Seja muito bem vinda.
É um prazer recebe-la em meu cantinho e fico feli que tenha gostado.
Espero ve-la mais vezes.
bjs.

Dulce disse...

Naty e Carlos

Não consegui abrir sua mensagem.
Peço desculpas e agradeço sua visita.

Isa disse...

Dulce,aqui venho às 12h25m deixar minha ternura e meu beijo....
isa

Dulce disse...

Isa

Muito obrigada, minha amiga.
Fico muito feliz com sua vinda.
Leve igualmente minha ternura e meu beijo.
Tenha uma linda tarde.

Pitanga Doce disse...

Dulce, já experimentaste escrever um conto, em frações? É assim como capítulos de novela. A gente deixa em aberto e vai escrevendo conforme as lembranças vêm à cabeça. Já fiz muito isso, em fases de "entresafra".

beijos e bom dia

heli disse...

Dulce.
Você sempre nos encanta com suas palavras.
Lembranças são partes de nós e revivê-las pode trazer bons e maus momentos, importa que saibamos como lidar com elas.Pelo jeito você se saiu bem, mudando o enfoque e podendo sonhar com coisas lindas.
grande beijo

Naty e Carlos disse...

ola passamos para te visitar e deixar um bjs

pico minha ilha disse...

Noites de luar convidam a sonhar e ao amor, mas também um pouco à saudade.Beijinhos Dulce

Dulce disse...

Pitanga

Não, nunca tentei. Aliás, nunca me atrevi a passar das crônicas. Mas é uma ideia bem interessante.
Acho que vale a pena tentar.
Obrigada.
Beijos e uma linda tarde para você

Dulce disse...

Heli, boa tarde

Pois é, minha amiga, as vezes consegue-se mudar o enfoque, as vezes não...
Obrigada, Heli, você sempre tem uma palavra gentil, de incentivo. Obrigada, mesmo.
Beijos

Dulce disse...

Naty e Carlos,

muito obrigada pela visita.
bjs

Dulce disse...

Pico minha ilha

Tem razão, Salomé. Um luar esparramado pela noite inunca a alma e convida so sonho, mas traz sempre uma saudade.
beijos

Fernanda disse...

Amiga Dulce!
Belo texto...isso mesmo, toca a espantar a saudade.
Ponha um bom disco e faça tudo para se alegrar.

Sabe, querida, que a nossa amiga Mariz está a passar um péssimo bocado???
a mãe dela faleceu hoje...véspera do seu aniversário...pois é amiga, coisa mais triste não há.

Beijinho

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por aqui também a Lua Cheia ilumina a noite. Mas essa saudade só me invade quando tenho o mar por companhia. Hoje estou em Lisboa, sem o mar por perto. Não vai haver perigo.
Uma boa noite para si.

Ana Martins disse...

Uma boa estratégia Dulce, sentimo-nos mais forte quando sabiamente conseguimos espantar a saudade.

Gostei muito do texto!

Estou um pouco ausente mas espero conseguir regressar com a mesma assiduidade que tinha até finais de Agosto.

Beijinhos,
Ana Martins

Dulce disse...

Fernanda

Ah, minha amiga, que momento dificil. Perder a mãe é perder um pouco de si mesma. Gostaria do endereço do blog dela para poder deixar uma mensagem. Você poderia, por favor, passar para mim? Obrigada.

Beijinhos

Desculpe a demora em responder. Como amanhã também meu neto caçula, o Alexander, aniversaria (oito aninhos) fomos jantar fora e depois fomos ao cinema ver um lindo filme da Disney, UP, que ele escolheu. Fomos hoje porque amanhã ele janta com o pai. Só agora voltamos para casa.
bjs

Dulce disse...

Carlos

Agora imagine um luar desses (hoje está ainda mais deslumbrante) junto ao mar... É pura magia, encanto, perdição da alma... rs...
Boa noite para você também.

Dulce disse...

Ana

Temos que ter certas estratégias, minha amiga, senão...

Sua ausência é sempre sentida, mas entendemos e aguardamos ansiosos cada visita sua. Que bom que vai estar mais conosco.
beijinhos

Pitanga Doce disse...

Dulce, já ia me deitar e tinha o pc desligado mas não sei ir pra cama ser ver o que escreveste. Me lembrei do slogan "Não vá pra cama sem ver o Jô". hehe

boa noite (por aqui noite fresca, mas não muito)

Dulce disse...

Mila,

e nem tinha escrito nada... desculpe.
Ontem foi dia meio agitado, dia de levar neto para festejar aniversário (8 anos)com jantar especial, cinema, afinal aniversariamos ele e eu no mesmo dia (neste 6 de agosto, sempre ligado a triste historia de Hiroshima - por isso nascemos nesse dia, para desanuviar a data... hehehe - muito modesta esta sua amiga, não?) nós o levamos ao cinema ontem porque hoje ele vai jantar com o pai. Assim, já tinha saido a tarde para comprar o presente dele, então fiquei quase que o tempo todo longe do computador, nem deu para pensar em nada para o blog. Agora a noite respondi os comentários e só.
Mas obrigada por vir, você é amiga muito especial. Obrigada.
beijos e boa noite
Ops!... bom dia, aqui já passa da uma da manhã - duas horas ai.