floquinhos

domingo, 30 de agosto de 2009

Massachusetts cobriu-se de cinza...


O domingo amanhece luminoso depois de um sábado triste, cheio de chuva, vento, frio...

Ontem o céu de Massachusetts cobreiu-se de cinza... O estado inteiro parecia chorar o filho ilustre que se fora dois dias antes. O último dos filhos de Rose e Joseph Kennedy, o que foi considerado o melhor senador deste país, em todo o seu tempo de democracia. O que assumiu um legado de luta deixado pelos irmãos que o precederam na grande viagem, de modo tão trágico e, todos eles, chorados pelos povos democratas. O que lutou pelos menos favorecidos, o que tentava fazer chegar assistência médica decente a cada um dos americanos, ricos ou pobres, o que fazia leis de proteção aos imigrantes, o que fora pai, irmão, tio, amigo, o devotado patriarca de uma família que parecia ter nascido para a tragédia.
Ontem Massachusetts chorou por Teddy Kennedy...
E numa cerimônia religiosa fúnebre, ele recebeu, em forma de palavras sentidas, o carinho de seus filhos, netos, sobrinhos e mesmo do Presidente Obama, que ajudara a eleger e que, num gesto que talvez tenha passado despercebido da grande maioria, foi, para mim, tocante: terminado o discurso, a viúva levantou-se para agradecer e no abraço com que a acolhia, trocando de mão a pasta que continha as folhas do discurso que acabara de proferir, o presidente tocou o esquife do Senador, num gesto de carinho para ambos, num gesto que demostrava um adeus sentido.
Massachusetts chorou por mais um Kennedy... Este país ficou um pouco mais pobre... E os trés irmãos que o precederam, os que tinham dado a vida por seu país, recebem seu irmão caçula e juntos descansam agora no Cemitério de Arlington, um lugar dedicado aos heróis, aos que honraram a Pátria Americana.
E que eles, missões cumpridas, possam descansar em paz.

6 comentários:

Fernanda disse...

Amiga Dulce!

Assisti às tristes homenagens prestadas a esse brilhante estadista pela TV.
Esta é uma daquelas famílias que parece ser perseguida pela desgraça.
Só os bons se vão e sofrem, porque será? às vezes acho Deus muito injusto.

beijos

Lídia Borges disse...

Sim!

A América ficou mais pobre...


L.B.

Dulce disse...



Há coisas na vida inexplicáveis. Mas bons e maus partem igualmente... Acontece que quando um mau se vai, respiramos aliviados e quando um bom se vai sentimos imenso e achamos que se foi muito cedo.
E quem é bom sempre deixa um legado, um exemplo de vida.
beijos

Dulce disse...

Lidia Borges

Infelizmente.

Déia disse...

Muito trágica a história dessa família!
Que o último dos irmãos descanse em paz!
bj

Dulce disse...

Déia

Assim seja!...
Que todos eles descansem em paz.
bjs