floquinhos

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Uma cidade refém das chuvas...


Minha cidade está um caos! Dificil demais, e fica a cada dia mais dificil enfrentar os problemas desta cidade quando chove. E como chove!!! A noite toda... E parecia que toda a água contida nas nuvens caia de uma só vez esta madrugada. As fortes chuvas deste verão estão causando alagamentos, destruição, mortes, grandes perdas, em quase todas as regiões da cidade. As imagens que a TV mostra agora são desoladoras, e não há prenúncio de melhora, os meteorologistas afirmam que ainda vem muita água por ai... Dá para entender este mundo?
Eu vou é ficar aqui em casa muito tranquilinha, já cancelei meu horário no dentista, vou selecionar uns livros para acabar de ler, enfim, sair de casa? Nem pensar... Só me preocupo com as pessoas que não podem deixar de sair, que tem compromissos inadiáveis e, mais do que isso, fico aqui rezando por aqueles pobres habitantes desta cidade que moram em áreas de risco, que ficam sem opção de vida, que vivem cobertos pelo medo e pela insegurança de uma cidade que cresceu desordenadamente e que não mais tem condições de proteger seus moradores... Pobre de minha pobre gente!...

16 comentários:

Si disse...

Este ano, pelos vistos, tanto faz ser Inverno de um lado do oceano, como Verão do outro.
As chuvas estão fortes, presentes em todo o lado, faça frio ou faça calor.
E os prejuízos na vida das gentes, acumulam-se, perdem-se casas, bens, culturas agrícolas, vidas humanas.
Tão pequenino o Homem quando a Natureza se agiganta...

Carlos Albuquerque disse...

A TV tem mostrado imagens semelhantes, que chegam um pouco de todo o mundo!
Será só o crescimento desmesurado e desordenado das cidades? Quando chove assim, dizemos que sim. Mas, noutras paragens o flagelo chama-se seca, que também arrasa e mata!
Sabe, Dulce, acho que lá em cima, ou onde quer que eles vivam, os deuses se zangaram uns com os outros, e nós é que pagamos.
O pior é mesmo a pobre gente que sofre.
Beijos

Dulce disse...

Assim é, Si

E o homem só se apercebe de sua pequenez quando surgem essas "explosões" da Natureza. E olhe que alguns deles nem assim percebem sua real estatura.
Beijos e bom dia

Dulce disse...

Carlos Albuquerque

Lamentavelmente, meu amigo, é sempre a parte mais fraca, os mais frágeis, que pagam pela fúria dos deuses ou pela inconsequência dos homens.
Obrigada pela visita, sempre muito bem vinda, e um bom dia para você
Beijos

Pitanga Doce disse...

Ai Dulce, que já sabemos para onde lá vem depois! A rota é certa. Hoje saio à tarde e não há como desmarcar. Só espero voltar antes que "ela chegue".

beijos e hoje é o niver do blog da Patti.

M. Lourdes disse...

Dulce
Aí como aqui, estamos a meter água por tudo quanto é sítio enquanto há locais do globo onde a água escasseia. O clima está a ficar descontrolado, mas nós parece que não queremos entender, que a culpa em grande parte é nossa.
beijinhos

Beta disse...

Menina aqui no Rio acontece a mesma coisa quando chove.
Onde vamos parar né?
Bj
Beta

Dulce disse...

Pitanga

Pois é, menina, só espero que em sua rota ela não faça muito estrago, porque tem sido de doer...
Felizmente consegui desmarcar meu horário no dentista, senão teria que atravessar a cidade e, sinceramente, não sei se seria possível.
Vou lá dar um abraço na Patti. O blog dela é lindo demais, um espaço que sempre visito com prazer.
Beijos e que a chuva chegue leve por ai.

Dulce disse...

Lourdes

A estes caminhos nos levaram as displicências do homem com relação à natureza. E é muito preocupante o quadro que se delineia a nossa frente.
Beijos e bom dia para você

Dulce disse...

Beta

Sei lá, menina... só sei que é triste demais.
Beijos e bom dia para você (sem chuva)

a essência da vida disse...

''Olá Amiga Dulce Bom Dia! quero te paragenizar por esta postagm. Mesmo sabendo que não é de bom gostos dizer isto! mas essa é a sossa realidade de quem mora em
são paulo e região. Lamntavelmente
fiquei emocionado com o seu depoimento a respeito das enchentes
graça a Deus que moro em uma cidade
que não esta passando por esse risco. Que Deus te Ilumine com muita Saúde e Paz... Abraços

Dulce disse...

A essência da vida

Pois é, meu amigo, não está nada fácil, principalmente para quem mora mais para a periferia da cidade.
Obrigada pela visita e por fazer parte do quadro de seguidores do Prosa. Seja muito bem vindo.
Luz, saúde e paz para você também
Um abraço e muito obrigada.

Agulheta disse...

Amiga Dulce. Penso que se passa um pouco do mesmo por cidades do mundo, o crescimento,ordenamento das terras, a natureza já não aguenta tanta insanidade do "homem",fique bem por sua casa lendo e com aquele cheirinho a saudade.
Beijinho Lisa

Dulce disse...

Agulheta
Sim, penso que sim, Lisa, pois nuns lugares temos chuvas, noutros grandes secas, em outros ainda, terremotos avassaladores, e quando não é a natureza, é o próprio homem com suas guerras, sua ganância pelo poder...
O mundo vive tempos difíceis, não?
Cá estou em companhia de meus livros, numa tarde enfarruscada, prometendo mais chuva...
Beijos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Este ano o Verão pelo hemisfério sul tem estado muito careta!Espero que quando chegar a vez do hemisfério norte, não suceda o mesmo.
PS:Tenho andado um pouco ausente, mas o trabalho tem sido muito e não dá para mais. Vou aproveitar o fim de semana para pôr as visitas em dia.
Bom fds para si.

Dulce disse...

Carlos

Está realmente dificil... Parece que o clima perdeu seu prumo. O inverno no hemisfério norte extremamente rigoroso, o verão afogando o mundo.
Bom dim de semana para vocé também.