floquinhos

domingo, 19 de dezembro de 2010

Na Árvore de Natal, minhas saudades...


Distante do meu canto, distante dos meus amores e dos amigos que lá estão, minha alma, nostálgica, sente saudades... Saudade de quem lá está, saudade dos que se foram, saudade de mim, saudade de outros Natais, os da minha infância, os de outros tempos, quando ainda podia te-los todos em volta de mim, quando a saudade era (apenas) parte do coração dos mais velhos, dos que, como eu, agora, já tinham trilhada uma longa caminhada. Eu os olhava sem entender como seria possível dar tanto espaço ao que já havia passado, quando o presente era tão luminoso... Sem entender que ao longo da tal caminhada, o passado vai se tornando, por vezes, muito mais luminoso do que o presente, quando a ausência toma corpo e vai se tornando a mais constante presença.
Mas é tempo de Natal e vivê-lo bem, em companhia de pessoas muito amadas, é uma dádiva, um imenso presente de Deus. É, portanto, tempo de envolver as tais saudades em lindos e coloridos papéis de seda, atados com delicados laços de fita para que não se partam, e pendurá-las todas nos galhos da árvore, junto aos outros presentes... Transferidas de meu coração para a árvore, ainda assim estarão presentes, como presentes estão todos os que nelas vivem, mas será uma presença doce, iluminada, E quando na manhã do dia 25, na hora de abrir os presentes, eu as tomar de volta, será para solta-las, permitindo-lhes que voem leves pelo tempo levando meu carinho e meu sorriso aos donos de cada uma delas... Partem felizes por aqui terem estado, deixando a promessa de voltarem no próximo Natal, um pouquinho mais intensas...
E fico eu aqui pensando com os meus botões que Natal, além de uma festa de luz e cores, de alegrias e presentes, de amor ao Deus-Menino, é também um tempo de saudade, intensa e nem sempre doce saudade... A que habita hoje meu coração é bem doce e anda iluminando meus passos... E há de ser, sem dúvida, o mais valioso ornamento de nossa árvore.

18 comentários:

Paloma disse...

DULCE, faço minhas as palavras de
seu texto. É exatamente o que acon-
tece comigo e na minha família.

Beijos e um bom domingo.

Dulce disse...

Paloma

Muito obrigada. Um bom domingo para você também.
Beijos

Maria disse...

Querida amiga, é mesmo assim, Natal também é nostálgia e saudade.
Aproveito para desejar a si e a toda a sua família e amigos, um Feliz Natal, repleto de alegria, saúde, paz e amor.

“A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (desconhecido)

Que a Luz e o Espírito de Amor do Natal, consigam prevalecer nos nossos corações ao longo de todos os dias do ano que está a chegar, para seja sempre Natal.

Beijinhos
Maria e familia

Carlos Albuquerque disse...

É bem verdade o que diz, Amiga Dulce!
Venho para lhe desejar um BOM NATAL.
E, socorrendo-me de Alberto Caeiro, que na Noite Mágica o Menino venha brincar com os seus sonhos e sorrir para o seu sono.
Um grande abraço e BJS daqui, deste lado do mar.

Isa disse...

Feliz Natal,minha doce e querida Amiga.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Maria

Agradeço e retribuo seus votos de Feliz Natal, desejando a você e a sua família uma noite de paz e alegria. Feliz Natal, minha amiga, e obrigada pela linda mensagem.
Beijos

Dulce disse...

Carlos Albuquerque

E não poderia ter feito melhor escolha... Tão doce imaginar o Menino brincando com meus sonhos... Confesso que me comovi ao imaginar tal imagem... Linda! Obrigada, meu amigo.

Que seu Natal seja iluminado pelo amor e adoçado pela ternura de seus amores, de seus mais queridos amigos.
Beijos e muito obrigada.

Dulce disse...

Isa,

Muitissimo obrigada, minha querida amiga.
Desejo a voce e a seus amores um Natal de paz e alegrias, um natal iluminado com a presença do Menino-Deus.
Beijos, Isa, Feliz Natal.

Carla Farinazzi disse...

Oi Dulce!!

Gostei muito daqui! (Meu pé de laranja lima?? adoro)

Sem dúvida, na minha árvore também constará esse ornamento fino, precioso e doído... a saudade.

De tanta coisa, de tanto de mim mesma...

Lindo post, lindo blog!

Beijos

Carla

Dulce disse...

Carla Farinazzi

Seja muito bem vinda! É um prazer te-la aqui no Prosa.

E a cada ano esse ornamento vai ficando mais valioso, não é mesmo? Mas também significa que tivemos momentos preciosos em nossa caminhada.

Beijos, obrigada e bom fim de domingo.

ValCruz disse...

Minha Doce Dulce!!! Por isso teu nome é esse... Dulce. Tu és uma dessas pessoas com o coração não só no tórax do lado esquerdo, mas por todo o corpo. Adoro vim ler-te!


Não vou dar-lhe feliz natal agora, porque que ainda venho aqui antes... risos.


Minha querida, obrigada por sua gentil visita e comentário deixado.


Grande beijo, e eu volto!!

Agulheta disse...

Querida amiga Dulce.A saudade nos vem acordar de vez em quando do sonho adormecido em nós,dos que partiram,dos que estão longe e até dos sabores de outrora,assim se vai sentido cada momento.Vou estar ausente uns dias,mas quero desejar para você o melhor do mundo,Feliz Natal em paz e amor,junto dos que ama é meu desejo.
Beijinho.

Pitanga Doce disse...

É verdade Dulce. As crianças ainda não carregam essa bagagem de saudades ( e ainda bem) mas os jovens já têm muitas histórias para contar. Muito mais do que nós quando tínhamos a idade deles. Eles tiveram que fazer escolhas de vida muito mais cedo. Saíram de perto dos pais muito antes do que nós. Quando chegarem à nossa idade terão um peso maior do que o nosso. Talvez por isso vivam hoje muito mais intensamente.

beijos em noite quente de domingo.

Dulce disse...

Val Cruz

Ahhhhh... obrigada, Val... Fiquei toda prosa... rs...
Obrigada, mesmo. Você é sempre muito gentil.

Visitar se cantinho é sempre um prazer, viu?
Volte sempre, minha amiga, sua presença por aqui é sempre motivo de alegria.
Beijos, obrigada e uma boa noite.

Dulce disse...

Agulheta

E chega um tempo, minha amiga, em que saudade é parte integrante de nós, companheira constante de nossa alma... E aí é preciso aprender a viver e a conviver com ela.

Muito obrigada, Lisa. Desejo a você também um lindo e Feliz Natal, ao lado de seus familiares. Muita paz, amor, saude e alegria para o Novo Ano.
Boa viagem e boas Festas.
Beijos e até a volta.

Dulce disse...

Pitanga Doce,

Sem duvida, amiga, eles vivem mesmo mais intensamente e assim vão armazenando histórias e experiências, lembranças que um dia, em plena maturidade, vão pendurar em suas árvores de Natal...

Pois é, amiga, por aqui noite de muita lua e muito frio. A neve não deu sinal de vida até agora, o que parece indicar que o Natal Branco vai ficar só na canção... rs...
E já está bom demais...
Beijos e boa noite

Maria Teresa disse...

Que doçura de texto, Dulce! A ternura que nos invade no Natal está aqui concretizada por suas belas palavras. Até a melancolia tem serenidade e ilumina por dentro, com estrelas de paz.
Um Santo Natal a você e a toda família.
Beijos,
Maria Teresa

Dulce disse...

Maria Teresa

Obrigada, obrigada, mesmo, Maria Teresa, e um lindo, doce e feliz Natal para você também, junto a aqueles que você mais ama.
Beijos.