floquinhos

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Ainda Quintana para sua manhã de domingo

Do amoroso esquecimento

Eu, agora, - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

12 comentários:

João Videira Santos disse...

...e do esquecimento, do salivar das palavras, fica o sentido, o suspiro de quem sente por si a razão que não tem...

Agulheta disse...

Dulce! Jamais poderemos esquecer palavras,quando elas tanto dizem,como estas aqui...gostei como sempre.
Beijinho de amizade Lisa

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Porque há muito esqueci
Eu recordo a emoção
O que contigo aprendi
Eu guardo no coração


Grata pelo seu comentário, pela visita e pela amizade.

Beijos de luz em seu coração

Maripa disse...

Uma linda rosa,palavras de M. Quintana, música que encanta...que melhor para uma ajudar o tempo passar numa tarde em que a chuva não pára de cair?

Beijinho,Dulce querida.

Dulce disse...

João Videira Santos

Prazer enorme em recebe-lo por aqui! Seja muito bem vindo.
Obrigada pela visita, João, e pelo comentário, sempre lindo, sempre com muita poesia.
Um abraço.

Dulce disse...

Agulheta

Tão bom quando temos palavras lindas para lembrar, momento para não esquecer...
Obrigada, Lisa. Beijos e boa noite.

Dulce disse...

Franciete

Sou eu quem agradece.
Um prazer te-la por aqui, sempre.
Beijos

Dulce disse...

Maripa

Chuva de inverno, insistente, parecendo não querer parar, não é? A rosa, a música, a poesia de Quintana, colocadas aqui exatamente para acalentar amigos queridos que por aqui passam, assim como você, minha amiga.
Espero que amanhá os sol brilhe por ai.
Beijos, obrigada e boa noite.

Amapola disse...

Bom dia.
Muito obrigada, por mais essa de Mário Quintana.

Boa semana.

Dulce disse...

Amapola

Muito bom dia e muito obrigada pela visita.
Boa semana para você também.
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida Dulce
Belas palavras num lindo poema...adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Dulce disse...

Sonhadora,

Obrigada. Bom que gostou.
Beijos e boa tarde.