floquinhos

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Na solidão da noite...


"Um anjo vem todas as noites: senta-se ao pé de mim, e passa sobre meu coração a asa mansa, como se fosse meu melhor amigo. Esse fantasma que chega e me abraça (asas cobrindo a ferida do flanco) é todo o amor que resta
entre ti e mim, e está comigo."

(Lya Luft)

6 comentários:

Lídia Borges disse...

É o Anjo que, todos os dias, escorrega pelo último raio de sol sobre a terra e se senta à cabeceira dos que precisam de luz e calor.
É esse o trabalho dele... :)

Um beijo

Dulce disse...

Lidia Borges

E ainda bem que existem anjos cujo trabalho é distribuir amor... Que seria deste mundo tão cheio de desamor, sem eles?

Beijos e uma boa tarde

Paloma disse...

Dulce querida,ao se falar de anjos,
penso logo no anjo da guarda,que eu
acredito existir.Para cada um de
nós há um.O meu tem me protegido
nas mais diversas e arriscadas oca-
siões.Eu lhe agradeço todos os dias

Beijos,com carinho

Adolfo Payés disse...

Espero ponerme al día con tus letras.. siempre es un inmenso placer visitarte...

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

Dulce disse...

Paloma

Não é um conforto sabermos que temos quem vele por nós? Essa certeza nos dá uma confiança maior em nossos passos.
Beijos e uma boa noite

Dulce disse...

Adolfo Payés

Um enorme prazer te-lo de novo por aqui. Seja muito bem vindo.
Beijos e uma boa noite para você.