floquinhos

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

E lá se vai mais uma semana...


Pois é! Mais uma semana que vai chegando ao fim... A sexta-feira amanheceu nublada, o sol querendo jogar seus raios por entre as nuvens, o ar um pouco pesado, como num prenúncio de chuvas que certamente não cairão. Os dias têm sido assim, abafados, meio enfarruscados pela manhã, abrindo em azul logo depois.
Minha filha está, desde sábado, na California, a trabalho. e aqui ficamos os kids e eu, numa semana que passou cheia de afazeres para mim; avó em tempo integral vou tentando manter a casa em seu ritmo normal, e para isso vou procurando esquecer que já não tenho mais trinta anos, o que este cansaço que chega mais facilmente faz questão de lembrar... rs... Mas temos nos divertido muito, avó e netos..
Assim, o Prosa anda meio paradinho, por falta de tempo de sua criadora. Mas a dona da casa volta amanhã e, provavelmente já na segunda-feira as coisas voltem ao normal por aqui.

E para não dizer que "não falei de flores", deixo algumas para vocês em foto e versos...

Das rosas...

Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.

Rosas verá, só de cinzas franzida,
mortas, intactas pelo teu jardim.

Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.

E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

(Cecilia Meireles)

8 comentários:

Isa disse...

Boa tarde,Dulce.
E lindas as flores,em verso e imagem
nos deixou. E em prosa tb.Gosto muito de a ler.
Beijo.
isa.

Pitanga Doce disse...

Pois é minha amiga, para nós que estamos em férias, mais uma semana significa menos uma, não é? E pronto! Amanhã é sábado e como sempre, gaivotas...

beijos Dulce. Aqui ainda muito Sol.

Dulce disse...

Isa

Que você tenha um lindo domingo, minha amiga, e muito obrigada.
Beijos

Dulce disse...

Pitanga Doce

É isso mesmo, minha amiga, uma semana a menos, e já começo a sentir uma peninha de partir... Mas tem os outros amores no Brasil que já começam a reclamar da ausência... rs...
Beijos e um bom domingo para você.

Paloma disse...

Dulce,a cada visita que faço fico
maravilhada com as flores.Seu blog,
no todo, é só ternura. As poesias
também são lindas.Sabe,a frase:¨pa-
ra não dizer que não falei de flo-
res¨. me faz lembrar um momento su-
blime e inesquecível da minha vida,
marcado por esta canção.
Beijos,com carinho.

Dulce disse...

Paloma

Pois é, minha amiga, é que sou apaixonada por flores, perfumes e poesias...Perfumes não tenho como traze-loa, então trago flores e poesias, com um pouco de prosa, para dividir com os leitores e amigos do bog. E fico feliz quando gostam, fico feliz quando o que aqui coloco traz uma doce e inesquecivel lembrança, um revivier momentos.
Creio que essa música "Pra não dizer que não falei de flores" do Geraldo Vandré, defendida num dos festivais de MPB, marcou muita gente, pelo que ela simbolizava. E a frase ficou para sempre.
Beijos e um bom domingo para você.

Paloma disse...

Dulce,imagina uma cidade do interi-
or.Noite em total escuridão. No céu
milhares de estrelas.No chão,o mato
coberto de pirilampos, formando um
imenso festival de luzinhas.Foi lin
do.Duas pessoas que se gostam, iam
de mãos dadas,cantarolando:¨vem va-
mos embora,que esperar não é saber
quem sabe faz a hora, não espera
acontecer¨Amiga,não dá para esque -
cer este momento singular.

Dulce disse...

Paloma

Um lindo momento, de não mais esquecer. Claro que a música ficou para sempre no coração. Nem poderia ser diferente.
Beijos