floquinhos

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Eu queria trazer-te...


EU QUERIA TRAZER-TE UNS VERSOS MUITO LINDOS

Eu queria trazer-te uns versos muito lindos
colhidos no mais íntimo de mim...
Suas palavras
seriam as mais simples do mundo,
porém não sei que luz as iluminaria
que terias de fechar teus olhos para as ouvir...
Sim! Uma luz que viria de dentro delas,
como essa que acende inesperadas cores
nas lanternas chinesas de papel!
Trago-te palavras, apenas... e que estão escritas
do lado de fora do papel... Não sei, eu nunca soube o que dizer-te
e este poema vai morrendo, ardente e puro, ao vento
da Poesia...
como
uma pobre lanterna que incendiou!

(Mario Quintana)

6 comentários:

Ana Martins disse...

Tão lindo amiga Dulce, Mário Quintana um excelente poeta, sem dúvida!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Dulce disse...

Ana Martins

Assim é, minha amiga... Quintana é ternura pura.
Beijos

Isa disse...

Curiosamente Quintana encanta-me,
mais e mais,enquanto o vou conhecendo melhor.
Obrigada pela partilha.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

Mas isso é bem comum, minha amiga. Quintana é mesmo assim; quanto mais se lê, mais se gosta.
Beijos

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Dulceamiga

Adoro o Quintana, que considero um dos maiores poetas da nossa língua portuguesa e que tive a honra e o privilégio de conhecer pessoalmente. E com ele conversar. Homem notavelmente simples e simplesmente notável.

Obrigado por o teres trazido aqui, neste teu blogue excelente Foi através do Osvaldo que aqui cheguei - e em boa hora.

Espero-te lá no meu barraco, com uns cumentários, com o

Qjs = queijinhos = beijinhos

Dulce disse...

Henrique Antunes Ferreira

Quintana sempre está presente aqui no Prosa, por ser um dos Poetas do Meu Coração. Felicito-o, Henrique, por ter tido o privilégio de te-lo conhecido pessoalmente. Infelizmente não me coube esse prazer. Mas ficou comigo sua sensibilidade, sua ternura, seu amor pela vida, chegados através de sua poesia.
Obrigada pela visita. Um abraço.