floquinhos

domingo, 22 de agosto de 2010

Canção do sonho acabado


Canção do Sonho Acabado

Já tive a rosa do amor
- rubra rosa, sem pudor.
Cobicei, cheirei, colhi.
Mas ela despetalou
E outra igual, nunca mais vi.
Já vivi mil aventuras,
Me embriaguei de alegria!
Mas os risos da ventura,
No limiar da loucura,
Se tornaram fantasia...
Já almejei felicidade,
Mãos dadas, fraternidade,
Um ideal sem fronteiras
- utopia! Voou ligeira,
Nas asas da liberdade.
Desejei viver. Demais!
Segurar a juventude,
Prender o tempo na mão,
Plantar o lírio da paz!
Mas nem mesmo isto eu pude:
Tentei, porém nada fiz...
Muito, da vida, eu já quis.
Já quis... mas não quero mais...

(Cecilia Meireles)

2 comentários:

Paloma disse...

Dulce, que poesia linda.Perdas e de
silusões que vamos tendo, durante a
vida.Infelizmente é assim. Mas, há
que ter sempre esperança de alguma
coisa boa.
Beijos,com carinho e um bom domingo

Dulce disse...

Paloma

Assim é, minha amiga. Um sorriso hoje, uma lágrima amanhã, uma esperança que não deve morrer, medos, tristezas, alegrias, decepções... ingredientes da vida.
Beijos e uma boa semana para você.