floquinhos

domingo, 25 de julho de 2010

Um domingo , uma cidade em calma...


Lindo domingo de verão, o sol esparramando-se por entre as copas das árvores do bosque tentando alcançar o solo ainda úmido do orvalho da noite. Quase meio-dia, e nesta hora até o canto dos pássaros diminui, pois, imagino, eles vão buscar a sombra amiga e refrescante entre as folhas, hora também em que o movimento sempre tranqulo dos carros que passam em frente a casa aumenta um pouco, visto que os moradores estão voltando de seus cultos ou missas dominicais. Depois, reunem-se para o almoço em família e só ao entardecer surge o alarido das crianças que passam em suas bicicletas ou saem para o gramado das casas para um joguinho de baseball ou basquete entre amigos. Como estamos em julho, época das férias de verão, a cidade se esvazia um pouco e só no começo de setembro volta a seu rítmo normal.
Se nosso Drummond estivesse sentado no banco do jardim, olharia o céu azul manchado de nuvens que já prenunciam chuvas de verão para mais tarde,, cofiaria os ralos cabelos e, ao lembrar-se de sua pequena cidade natal repitiria: "Eta vida besta, meu Deus..." rs... E eu, bicho de cidade grande, lembrando de minha agitadíssima Sampa, respiro a calma do lugar, a beleza do dia e digo lá para os meus botões: "pode até ser meio besta, mas tá bom demais!..."

6 comentários:

Paloma disse...

Dulce,que beleza!!! Você sempre nos
presenteando com lindas flores.Faz-me bem ficar contemplando sua pos-
tagem. Gosto muito. Beijos.

J Araújo disse...

Olá Dulce, passei por aqui e achei muito bom mesmo o seu blog.

Parabéns pelo belo espaço

Bj

Maria Teresa disse...

Dulce:
Drummond sem dúvida ficaria com saudade da velha Itabira, mas com uma pontazinha de inveja (boa) dessa harmonia espalhada pelos verdes dos gramados e da liberdade de andar sem medo, como se isso nunca tivesse deixado de existir.
Beijo carinhoso

Dulce disse...

Paloma

É que gosto muito de flores. Traze-las para os amigos é um imenso prazer e fico muito feliz quando vocês, amigos muito queridos, as recebem com alegria. Obrigada.
Beijos e uma boa semana

Dulce disse...

J. Araujo

Muito obrigada. Um prazer te-lo por aqui, seja muito bem vindo e sempre que voltar será recebido com amizade.
Um abraço

Dulce disse...

Maria Teresa

Sabemos do amor que nosso querido poeta tinha por sua cidade natal. E imagino que este andar sem medo que (por enquanto) ainda se tem por aqui, era uma constante lá na Itabira dos verdes anos de Drummond... Ah, as cidades pequenas tem sempre tanta história!... As cidades do interior de Minas, em particular, são fontes inesgotáveis de "causos" incríveis, que sempre me tocam muito. Talvez pelas décadas de casamento com um mineirão contador de causos... Quem sabe? rs...
Beijos, obrigada e uma boa semana para você.