floquinhos

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A snow storm... again...


Faz dois dias que começaram a falar, por aqui, em nova nevasca para esta madrugada de quarta-feira. Mas ontem o céu estava azul, dando o direito da dúvida a esta estranha em terra alheia. Mesmo assim, a casa ficou toda de sobreaviso. A tardinha fomos ao supermercado comprar alguns artigos de última hora e o encontramos cheio de gente fazendo suas compras para uma reserva caso  "the snow storm" os impedisse de sair de casa por dois ou três dias. Aí comecei a acreditar que realmente teríamos muita neve. E a confirmação veio a noite, quando o superintendente das escolas de Winchester deixou um recado no celular de minha filha - recado transmitido sempre a todos os pais de alunos, quando alguma coisa diferente acontece -  avisando que as aulas estariam suspensas hoje - para alegria dos kids, pois um feriado assim, no meio da semana, ainda mais inesperado, caia do céu. Minha filha então ligou para um dos serviços de retirada de neve da frente das garagens das casas e já deixou acertado que eles viriam fazer a retirada, sempre que uma certa quantidade de neve tivesse se acumulado nas passagens, com é lei por aqui - a prefeitura cobra pesadas multas se as passagens de pedestres, ou de carros, não forem devidamente desobstruídas. Casa abastecida, retirada da neve acertada, tudo arranjadinho para enfrentar o que viesse por ai...
Acordo hoje com a cidade no meio da maior neve!... A janela de meu quarto semi coberta pela dita cuja, jogada lá pela força do vento e, lá fora, tudo branquinho, fofinho, geladinho, ou melhor, geladérrimo!!! 
O vento sopra forte la fora, mas o calorzinho dentro da casa aquece e reconforta. Passa um pouco da sete da manhã e todos ainda dormem. O café da manhã de hoje promete ser muito mais agradável, com todos a mesa e os meninos sem pressa pelo horário da passagem do ônibus, o que vai-nos permitir saborear calmamente os deliciosos Waffles regados com "maple syrup", acompanhados de morangos e creme chantilly - uma gostosura reservada aos dias especiais, quando não se tem hora para nada...  Depois teremos um dia todinho para estarmos em companhia uns dos outros, o que é o melhor de tudo isso. Um dia tão feio lá fora, precisa ter calor, alegria e amor familiar que possa transformar o frio inverno e o isolamento que ele impõe, em agradáveis momentos... 
Deem uma espiadinha pela minha janela e vejam só que paisagem mais desolada...


Foi esta a visão que tive ao acordar, da janela de meu quarto, com as vidraças toldadas pela neve


E olhando através dela, foi exatamente assim, embaçada, que vi a paisagem branca desta manhã.


Os caminhões começam a tentar desobstruir as ruas para a passagen dos carros  (dos poucos que se atreverem a sair de suas garagens, hoje)






4 comentários:

Pitanga Doce disse...

Que coisa mais linda! A gente nem acredita, não é? Dá vontade de fazer bolo de chocolate, ver televisão debaixo da coberta e só olhar lá pra fora. É muito bom!

Boa noite Dulce. Aqui a trovoada já roncou.

Paloma disse...

DULCE, o inverno é bem mais aconche
gante do que o verão. Tanto para
unir a família quanto para namorar
o friozinho é o máximo.
O verão, como você sabe, é um chega
pra lá constante.

Beijos

Dulce disse...

Pitanga Doce

Dá mesmo, Pitanga... O problema é quando por um motivo qualquer você precisa sair de casa... Aí, minha amiga... rs
Beijos

Dulce disse...

Paloma

Ah, isso é mesmo, Paloma... O frio sempre sugere aconchego...
Beijos