floquinhos

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

SO UM PEQUENO COMENTARIO

Ontem fomos ao cinema... o filme? Slumdog Millionaire.
Não sou cinéfila, não tenho por hábito falar sobre filmes aqui, não saberia mesmo fazer um comentário, mas fiquei tão impressionada, que não posso deixar de recomendar que o vejam. Mas estejam preparados, porque é a demonstração da miséria humana, da degradação, da sordidez, da exploração do mais fraco pelo mais forte, do descaso dos poderosos, enfim, um retrato bem vivo de um mundo que tentamos fingir que nao existe e que está ali mesmo, no dobrar de uma esquina. Em alguns momentos achei que nem conseguiria ver o resto do filma, sentia-me oprimida, angustiada, amedrontada. E em meio a tanta podridão aflora pura, verdadeira, a força de um amor que redime. Um filme impressionante.

8 comentários:

Osvaldo disse...

Oi, Dulce;
Obrigado pela informação sobre o filme.
Já tinha escutado elogios sobre a obra e logo que possa irei ver esse filme.
É verdade que por vezes tentamo-nos esconder de uma realidade de miséria que não está tão longe do mundo civilizado como nós pensamos.
Irei ver e depois comentarei.
bjs
Osvaldo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Concordo em absoluto. Um filme fascinante que me assentou como um murro no estômago. Mereceu todas as estatuetas que ganhou!

Dulce disse...

oi, Osvaldo,
o filme é realmente marcante. Depois de assistir me diga o que achou.
bjs.

Dulce disse...

Carlos
tambem penso que todos os premios foram merecidos. Há muito não via um filme que me aturdisse tanto. E o mesmo efeito foi produzido em meu filho e minha nora, com quem fui ao cinema. Estamos falando do filme ainda, e o tempo todo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Volto só para dizer que, finalemente, respondi ao seu desafio. Com atraso, mas com boa vontade...

Dulce disse...

Obrigada, Carlos.
Já fui lá no seu blog, li e deixei um recado.

ney disse...

Ah, Dulce, mas é mesmo um ótimo filme, e levou 8 estatuetas das 10 indicações ao OSCAR 2009, inclusive melhor filme, diretor, roteiro adaptado. ney///

Dulce disse...

Ney,
e todas muito merecidamente. Você sabe bem que pouco vou ao cinema, sabe o quanto prefiro ver um filme em casa, mas este tinha que ser visto na grandiosidade de uma tela e com um som digital... Foi um impacto tremendo, um espetáculo para não mais esquecer... DEMAIS !!!