floquinhos

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O sol que entra pela vidraça...

(Imagem Google)

O dia está lindo demais, azul, ensolarado, mas um friozinho chega com o vento que vem do mar. Dias assim fazem-me lembrar de meus verdes anos quando, livres e soltas, aproveitávamos os últimos dias de férias antes do reinicio das aulas, correndo, brincando nas ruas do velho bairro, pulando corda, jogando amarelinha, tempo das cantigas de roda.. Doces anos de minha infância, num tempo tão diferente deste em que vivemos. Tempos melhores? Piores? Quem sabe? Sei apenas que eram diferentes. Creio mesmo que ser feliz depende muito de cada um de nós, tenhamos lá a idade que for.
Minhas bonecas eram feitas de pano, tinham olhinhos de retróz (linha) e cabelo de fios de lã, toscamente feitas, mas eu as achava lindinhas demais. A bola que os meninos usavam para a "pelada" nas tardes do bairro era feita de meias velhas. Mas o jogo era acirrado, pra valer. Muitos de nós mal tinhamos um sapatinho para calçar nossos pés, mas isso não impedia que correcemos por todo o lado. Não existia ainda a vitrine de ilusões em forma de comerciais de TV para nos deixar tristes por não termos determinados (lindos) brinquedos.
E fico aqui comparando infâncias, a minhas, a de meus filhos, a de meus netos... Cada qual com suas diferenças, mas todas muito bem vividas, todas transformadas (hoje ou mais para a frente) em doce saudade. Saudade despertada em mim pelo sol que entra pela vidraça e vem aquecer meus pés que repousam sobre o tapete, descalços como no tempo em que corriam livres e soltos pelas velhas ruas do meu velho Bairro do Brás.

6 comentários:

Agulheta disse...

Querida Dulce.Uma delicia sentir estas palavras de encantamento,que passaram por todos nós,hora com nós, depois com os filhos,e agora os netos,assim se faz o circulo de vida.Eu tenho feito uns dia de descontracção e descanço,porque o Outono não tarda e viemos até junto do mar fazer a despedida deste verão.Ontem foi um dia super feliz,estive em casa de uma amiga comum...Na Casa de Rau,foi um dia magnifico e diferente.Beijinho de amizade
Lisa

Thainá disse...

Acabei de encontrar teu blog ao procurar algo de Toquinho e Vinícius.
E que música maravilhosa ouvi tocar!
De muito bom gosto, viu.

Meio apressada agora desejo voltar em breve pra ler bastante coisa tua.
E enquanto faço aqui minhas coisas, continuo com teu som ambiente.

Luz!

Dulce disse...

Agulheta

Que bom Lisa, que pode aproveitar esse final de verão, curtindo uma praia. Por aqui este final de verão já é um tantinho frio, mas os dias estão lindos e as arvores já começam a mudar sua roupagem.
Na proxima segunda feira volto ao Brasil, mas só por uns dias, pois já pelo meio de outubro pretendo estar por aqui de novo. Qual mãe recusa estar com a filha quando ela lhe pede, não é, minha amiga?
beijos e uma boa noite

Dulce disse...

Thainá

Que bom que chegou! Seja muito bem vinda e volte sempre que quiser, será um prazer recebe-la.
As duas primeiras músicas são interpretadas por um havaiano precocemente falecido, Israel Kamakawiwo'ole (Israel IZ), voz doce, muito pessoal, e Blue Moon (minha musica do coração) é lindamente interpretada pela banda "Cawboy Junkies". Tambem deixo o som ligado e fico um tempão ouvindo... rs..
Obrigada, beijos e uma boa noite.

Isa disse...

São lindos estes seus textos em k põe a nu a sua Alma de menina!
Sim,porque a minha Amiga conserva a sua infância e juventude, até no olhar!
Adorei.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

É que são tantas e tão intensas saudades, querida amiga... dos momentos, das pessoas, de mim...
Beijos, obrigada e uma boa noite