floquinhos

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Mais uma estrela que se apaga...

Tony Curtis encantava os olhos das meninas sonhadoras dos anos dourados

Ele povoava os sonhos de todas as meninas da época. Com seus olhos azuis, seu sorriso cativante, seus cabelos montados em topete, não havia adolescente que não o namorasse de longe, que não tivesse entre seus cadernos uma foto dele, que não deixasse tudo para ir ao cinema suspirar quando sua imagem enchia a tela de encantamento. Na parede de meu quarto de menina sonhadora havia prendido uma foto linda, quase igual a esta que ilustra este post e adormecia admirando seus lindos olhos azuis, garota tola que eu era... E porque os padrões de beleza masculina mudaram, ele hoje talvez nem encantasse, mas nos anos dourados ele realmente causava um rebuliço...
O tempo correu, décadas se passaram, e muito raramente ouvia-se falar do galã de outrora. Hoje deparo com a noticia de sua morte e não consigo espantar a tristeza, um certo pesar, pois é mais um retalho de minhas lembranças que se apaga, que se extingue... Pouco a pouco, são tantas as partidas, são tantas as ausências próximas, distantes, reais ou irreais... Tantas...
Tony Curtis, ídolo de minha adolescência, volta hoje a ser notícia porque partiu deste mundo, aos 85 bem vividos anos. A adolescente que um dia fui, lamenta saber de sua partida. A mulher madura que hoje sou, agradece a ele pelos lindos sonhos que despertou naquela menininha tímida que um dia foi.

Tony Curtis, em foto recente.

8 comentários:

Pitanga Doce disse...

Me lembro de alguns filmes da sessão da tarde. Quase sempre comédias românticas com Doris Day. Lindos olhos!

Isa disse...

Soube,há momentos da morte dele.
Quero guardar a imagem desse galã
que era.Tinha uns olhos lindos!
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Pitanga Doce

Tinha mesmo... e que sorriso!
Beijos

Dulce disse...

Isa

Sim, lindos olhos, olhar brilhante, sorriso cativante.
Beijos e uma boa tarde, Isa.

Agulheta disse...

Amiga Dulce.Quem não sonha com os seus idolos da nossa geração,é realmente como diz,a cada instante se apaga mais uma lembrança e um sonho de menina.Um dos filmes que me ficam na lembranças foi(Quanto mais quente melhor).
Beijinho e bom fim semana.

Dulce disse...

Agulheta.

Pois, é, Lisa, cada geração tem seus ídolos, seus ícones. E a cada um deles que parte, fica uma certa tristeza.
Beijos, boa tarde e bom fim de semana para você também.

Paloma disse...

Dulce,estou perplexa diante desta
foto de Tony Curtis,na cadeira de
rodas.Não parece nada com ele, eu
jamais o reconheceria desse jeito.
Meu Deus,o que o tempo faz com as
pessoas!!!! Assisti muitos filmes
com este ator,que era apontado como
o homem mais bonito,naquela época.
E assim,tudo se acaba.
Beijos,com carinho

Dulce disse...

Paloma

Pois é, minha amiga. E o tempo o faz com todo mundo...
Beijos