floquinhos

sábado, 18 de setembro de 2010

E agora, José?


Este poema de Drummond, creio, é dos mais conhecidos, se não na íntegra, pelo menos em partes e a pergunta"E agora, José?" fica no ar, fica na mente...

JOSÉ

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, Você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
Você que faz versos,
que ama, protesta?
e agora, José?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?

E agora, José?
sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio, - e agora?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse,
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse...
Mas você não morre,
você é duro, José!

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja do galope,
você marcha, José!
José, para onde?

(Carlos Drummond de Andrade)

21 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

Creio ter sido Quintana a dizer que a poesia não é para ser interpretada, por ser ela a própria interpretação.
Indesmentível prova de tal é este poema de Drummond.
Sabe, Dulce, nós somos todos José, e a pergunta de Drummond é inquietante.
Bom fim-de-semana, minha Amiga

Déia disse...

Adoro!!!

É a pergunta que fazemos sempre, né?

E agora? rs

bj

Isa disse...

Conheço sim!
Mas nunca é de mais ler!
Temos um pouco de José!
Aliás momentos da Vida há em k somos "José".
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Carlos Albuquerque

Incrível como esse poema nos leva a refletir, e até permite que encontremos um tanto de nós mesmos no José tão perdido, tão desamparado.
Beijos, obrigada e um bom final de semana para você.

Dulce disse...

Déia

Sempre, sim, e nem sempre encontamos a resposta.
Beijos e boa noite

Dulce disse...

Isa

Também penso assim, minha querida amiga, e Drummon vai lá no fundo da alma de todos nós.
Beijos e um lindo domingo para você.

Paloma disse...

DULCE,este poema foi musicado há al
guns anos e um cantor,que tinha Di-niz no nome, interpretava. Você se
lembra?
Beijos,com carinho

Dulce disse...

Paloma

Não, não lembro. Não me lembro de ter ouvido esse poema musicado. Mas é tão cotidiano esse perguntar "e agora?"
Beijos e uma boa semana para você.

Lídia Borges disse...

Muito musical mesmo. As palavras são como notas que dançam na pauta.
Para além disso o "e agora?" é tão frequente nos caminhos que seguimos.

Um beijo

Pitanga Doce disse...

...

beijos Dulce.

PérolaViva disse...

E agora José? Poema que virou um verdadeiro bordão em nosso idioma. Muito bacana! Poesia é vida mesmo, vida diária.

Querida, uma semana de paz e serenidade pra vc e sua família!

Um beijinho!!!

Sandra disse...

VENHO CARINHOSAMENTE ENTREGAR EM MÃOS O MEU CONVITE DE ANIVER PARA O DIA 22.09.2010
LOCAL:CURIOSA.
HORÁRIO:DURANTE TODO O DIA.

É COM MUITO CARINHO QUE DEIXO O CONVITE A VOCÊ. ESTAR AQUI JUNTINHO DE VOCÊ É TER A CERTEZA QUE A VIDA NÓS DÁ DE PRESENTE, MAIS UM DIA..UM ANO MUITO ESPECIAL: O NOSSO ANIVR.
CELEBRAR A VIDA É TUDO DE BOM.
QUERO COMEMORAR CONTIGO ESTA DATA TÃO ESPECIAL.

VOCÊ SERÁ O MEU MELHOR PRESENTE..
VENHA SE DIVIRTIR COM A CURIOSA.
SERÁ UMA LINDA FESTA..
VAI TER BOLO, CHAMPANHE, DANÇA, SALGADINHOS..MUITA ALEGRIA.

UM GRANDE ABRAÇO..
DEUS TE ABENÇOE.
CARINHOSAMENTE
SANDRA

Isa disse...

Bom dia!
Reli este poema(faço isso quando muito gosto!)e aproveito desejar-lhe uma semana Feliz!
Beijo.
isa.

Graça Pereira disse...

Olá Dulce
Não conhecia este poema que acho tão humano...tão imenso!
E agora...? É nossa pegunta perante as dificuldades...as encruzilhadas da vida..
Beijo grande
Graça

Dulce disse...

Pitanga Doce

Beijos procê tambem, amiga.

Dulce disse...

Perola Viva

Obrigada, Perola.
Beijos e uma linda noite para você

Dulce disse...

Sandra

Muito obrigada pelo convite, minha amiga. Lá estarei, sim.
Beijos e uma boa noite

Dulce disse...

Isa

Que bom que voltou, amiga!
Obrigada, beijos e uma boa noite

Dulce disse...

Graça Pereira

É um poema que parece que vive em cada um de nós, pois traduz nossas inseguranças, nossos temores no que virá.
Beijo grande para você também, obrigada e uma boa noite

Dulce disse...

Lidia Borges

Poi é, amiga, quem de nós não se questionou ou questiona a respeito do desenrolar da vida?

Beijos, obrigada e boa noite

Dulce disse...

Queridos amigos

Depois de uma pequena pausa, enquanto passava de um hemisferio ao outro, estou aqui de novo, para retomar o andar do blog. Obrigada, amigos, pela presença, pela atencão pela amizade.
Beijo para todos vocês.