floquinhos

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O amor antigo...

(Mas dizem que o amor perfeito é aquele que nunca se realiza...)

O AMOR ANTIGO

O amor antigo vive de si mesmo,
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige, nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,
o antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.

(Carlos Drummond de Andrade)

13 comentários:

Pitanga Doce disse...

Beijos Dulce...

Dulce disse...

Pitanga Doce

Beijos para você também, querida amiga.

Luciano Azevedo disse...

Dulce,
lindo poema do Drummond. A leitura do poema ganha um tom especial quando lido na companhia da voz de Elvis. Fim de semana poético!

Luciano Azevedo disse...

Dulce,
lindo poema do Drummond. A leitura do poema ganha um tom especial quando lido na companhia da voz de Elvis. Fim de semana poético!

Dulce disse...

Luciano Azevedo

Obrigada,Luciano.
Um lindo final de semana para você, com a sensibilidade de Drummond e a melodia que Elvis continua a espargir
Um abraço.

Sergio disse...

Hola Dulce,

precioso el poema que compartes...

Gracias por eso.

Saludos,

Sergio.

Dulce disse...

Sergio

Sou eu quem agradece, pela sua visita.
Beijos e um bom final de semana.

M. Lourdes disse...

Dulce
Regressei há dias e recomecei a visita aos amigos.
Durante a minha ausência de casa não tive acesso à internet. Por isso, neste momento estou a tomar conhecimento do que se passou durante este período de tempo. Espero que a sua filha esteja a melhorar. Também tenho estado preocupada com a saúde da minha filha. Os últimos anos lectivos têm sido complicados para os professores portugueses e ela "foi-se abaixo". Já está medicada e, dentro em breve estará melhor. Espero que a sua filha recupere rapidamente.
Beijinhos
Lourdes

Anônimo disse...

Cara Amiga Dulce,
Muito tempo sem a ler e grande saudade.
Estou de volta para aqui vir de vez em quando e encher-me de coisas agradáveis.
Um abraço da
Maria Lx.
2010/09/04

Dulce disse...

M Lourdes

Muito bom te-la de volta, minha amiga. Espero que tenha tido ótimas férias.
Obrigada, Lourdes, minha filha começa a apresentar melhoras, Graças a Deus. Espero que sua filha também logo esteja bem. Quando temos nossos filhos com problemas, parece que perdemos o chão sob nossos pés, não é mesmo? Só estamos bem quando está tudo bem com eles.
Desejo melhoras a sua filha.
Obrigada, beijos e uma boa noite.

Dulce disse...

Anonimo

Fico muito feliz com sua volta, Maria. Imagino que tenha saido de férias e espero que tenham sido ótimas férias. Você é sempre muito bem vinda, viu?
Muito obrigada, beijos e uma boa noite.

Paloma disse...

Dulce,como sempre um lindo poema e
flores condizentes.A flor amor per-
feito tem tudo a ver com estes ver-
sos de Carlos Drumond de Andrade.
E,por falar no grande poeta,você co
nhece o poema ¨E agora José?¨
Beijos.

Dulce disse...

Paloma

sim, conheço. Mais do que isso, "E agora José" foi meu primeiro contato com Drummond...
Beijos, obrigada e um sabado lindo para você.