floquinhos

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Na menina que fui...


'Na menina que fui está a mulher que sou e vou continuar me tornando até o fim. Ali nasceram o trabalho que faço, meus relatos ou minhas invenções. Meus amores e medos, minha inesgotável busca de entendimentos de todos os segredos que eu mal adivinhava ao meu redor, perto e longe."

(Lya Luft - A riqueza do Mundo)

Entre os presentes "de mãe" que recebi ontem, havia um livro de Lya Luft - e todos vocês sabem o quanto me identifico com o que ela escreve. Ao folheá-lo, dei com a frase acima e pensei: Meus Deus, mas essa sou eu... rs...  Aliás, não sou a única mulher que sente isso ao ler essa maravilhosa e sensível escritora. E como essa, há muitas outras passagens do livro que parecem terem saído de minh'alma...  E isso quer dizer que, muitas outras citações ainda vão passar aqui pelo Prosa. 

6 comentários:

isa disse...

E já estou à espera que venham!
São belas essas frases e o nosso coração precisa dessa beleza.
Beijo.
isa.

Idanhense sonhadora disse...

Dulce , de facto nada é por acaso ! Sabe , fui ver o seu perfil e encontrei o livro , que eu li num só dia ,sem despegar , aí referido : "meu Pé de Laranja Lima "...
Quanto ao que está citando ,continue ...fico à espera
Beijo
Quina

Dulce disse...

Isa

bom dia, minha amiga.
Assim que vir alguma coisa interessante, vou pensar em traze-la, sim... Obrigada.
Beijos e um bom dia

Dulce disse...

Idanhense sonhadora

Sabe, Quina, li e reli nem sei quantas vezes, com a mesma emoção, esse livro. Ri e chorei a cada uma dessas vezes. José Mauro de Vasconcelos era um escritor extremamente sensível que, numa forma simples, alcançava a alma de seus leitores.
Beijos e um bom dia para você.

Ana Martins disse...

Boa noite Dulce,
Venham então as outras citações, gostei muito desta.

Beijinho,
Ana Martins

Dulce disse...

Ana Martins

Boa noite, minha amiga. Outras virão, certamente...
Beijos