floquinhos

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Abranda o ritmo de teus passos...



Não digas adeus, ó sombra amiga,
Abranda mais o ritmo dos teus passos;
Sente o perfume da paixão antiga,
Dos nossos bons e cândidos abraços!

Sou a dona dos místicos cansaços,
A fantástica e estranha rapariga
Que um dia ficou presa nos teus braços…
Não vás ainda embora, ó sombra amiga!

Teu amor fez de mim um lago triste:
Quantas ondas a rir que não lhe ouviste,
Quanta canção de ondinas lá no fundo!

Espera… espera… ó minha sombra amada…
Vê que p’ra além de mim já não há nada
E nunca mais me encontras neste mundo!…



(Florbela Espanca)

12 comentários:

Idanhense sonhadora disse...

Olá Dulce , adoro Florbela Espanca ... O 1º presente que o meu marido me deu quando começamos a namorar foi o livro de Sonetos dela....
Como a Isa disse atrás , desapareceram alguns comentários .Deve ter sido resultante de algo que se passou com o bloguer na última semana .
Beijinhos
Quina

ValCruz disse...

Apaixonante e lindo! E esse trecho final que diz: "Vê que p´ra além de mim já não há mais nada E nunca mais me encontras neste mundo!... (Me dá aquela impressão de partida, de saudade)

Grande beijo minha querida Dulce, que tu tenhas uma semana de paz e luz.


Até mais...

Dulce disse...

Idanhense /sonhadora

Que presente precioso, não, minha amiga?

Pois é, Quina, sumiram mesmo... Uma pena. Mas parece que foi geral, porque sumiram as postagens do dia anterior e,quando reapareceram, já lá não estavam os comentários. Suponho que tenha havido algum problema lá no Blogger, quem sabe?

Beijos, obrigada e uma boa semana para você

Dulce disse...

ValCrua

Sem a menor dúvida, amiga. Uma partida muito chorada, uma partida que esvaziou a alma...
Beijos, obrigada e ótima semana para você, também.

Lourdes disse...

Olá Dulce
Parece que foram várias as vítimas do "Blogger". Eu fui uma delas mas parece já estar tudo bem.
Beijinhos
Lourdes

Maria Teresa disse...

Dulce:
Quanta delicadeza nos poemas de Florbela Espanca! Sempre o choro fica mais dolorido com essa suavidade.
Beijos

Dulce disse...

Lourdes

Parece que foi uma falha geral, pois pelo menos todos os blogs que visitei apresentavam o mesmo problema.
Beijos e uma boa noite

Dulce disse...

Maria Teresa

A poesia de Florbela é toda sentimento, amor, saudade, dor... Bate lá no fundo da alma... doce, mas dolorida.
Beijos e uma boa noite para você.

Beth/Lilás disse...

Querida Dulce!
Sabes escolher muito bem as poesias e eu sou amante antiga delas, sempre leio poesias à noite, é como se fosse uma forma de relaxar.
E você escolheu a singela e bela Florbela que tanto amo. Teu blog, com poesias, flores e esta musiquinha gostosa de fundo é sempre um lugar agradável de chegar. Obrigada pelo delicioso final de noite.
um beijo grande, carioca

Dulce disse...

Beth/Lilás

Ah, que bom, menina, que o Prosa provoque esse efeito relaxante em seus leitores... Obrigada, viu?
E que sua noite seja de paz.
Beijos

LOURO disse...

Olá Dulce!

Lindo poema (Florbela Espanca)...
Parabéns pela escolha!!!

Beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

Dulce disse...

Louro

Ola, meu amigo, como está?
Obrigada, beijos e uma boa tarde para você.