floquinhos

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Ji-Paraná, em Rondônia - Vamos conhecer?


Continuando nossos passeios pelas cidades brasileiras que tenham nomes curiosos, bonitos ou diferentes, chegamos hoje a Ji-Paraná, um município do Estado de Rondônia, lá no Norte do país,  Primeiro municipio do estado a investir em alta tecnologia de dados, tem sua economia baseada  nos setores madeireiro e de laticínios.


Ji-Paraná, é nome indigena, e significa "rio-machado", onde Ji seria machado - devido a um grande número de pedras que lembravam machadinhas indígenas - e Paraná seria "grande rio", ou mais precisamente, "um grande rio cheio de pequenos machados". A cidade, devido à sua localização na região central do Estado, é conhecida como "Coração de Rondônia, mas há quem atribua essa sua denominação a uma ilha, em formato que lembra um coração existente na confluência dos rios Machado e Urupá.


Sua história começa com a corrente migratória estimulada pela grande seca que assolou o  nordeste entre 1877 e 1880, quando nordestinos, enfrentando a densa floresta Amazõnica e vencendo grandes cachoeiras que lhes dificultavam a marcha,  chegaram junto às margens do Urupá, rio que serviu de base para o abastecimento aos que lá se estabeleceram, atraídos pela extração de matéria prima da floresta nativa e pedras preciosas como o diamante -  eram em sua maioria, seringueiros e garimpeiros.  partir de 1968  milhares de migrantes oriundos principalmente da região Sul do país chegaram à região, atraídos pela crescente mecanização na lavoura e, hoje, a cidade abriga uma população de aproximadamente 120.00 habitantes, em sua maioria descendentes de antigos seringueiros, garimpeiros e índios, à qual somam-se os migrantes oriundos de todos os estados brasileiros, 


Tendo sido colonizada por pessoas de várias regiões do país, cada qual trazendo sua cultura,  Ji-Paraná é uma cidade de bons índices culturais, conhecida, na verdade como polo cultural da região.


Meus agradecimentos pela presença ao morador de Ji-Paraná que visitou o Prosa, dando-nos assim a oportunidade de conhecer uma cidade lá do norte, da encantada Amazônia, lugar para muitos de mistério e magia, 

7 comentários:

isa disse...

E um nome curioso encontramos hoje
no Prosa.
O nome e o "arranjo" da cidade!
Tudo respirando frescura.
Beijo.
isa.

Mari Amorim disse...

Olá,Dulce!
Gosto muito desse tipo de postagem,pois tenho a sensação de estar exatamente no local,saio mais rica daqui,parabéns!
Aproveito,e agradeço sua presença,carinho,e interação,na homenagem,oferecida ao amigo,Elcio do Blog Verseiro.blogspot.com/
Deixo-lhe meu abraço,cheio de boas energias!
Mari

Dulce disse...

Isa

Na verdade, minha amiga, nós que moramos nas regiões mais para o sul do Brasil, também desconhecemos grande parte dessa magnífica região amazônica e, para mim, um foi um prazer enorme fazer esta postagem. Prazer, aliás que tenho encontrado em cada uma das cidades que vou aqui colocando e conhecendo.
Muito obrigada por vir passear comigo pos estes pedacinhos do Brasil.
Beijos e uma ótima tarde para você.

Dulce disse...

Mari Amorim

Tambem gosto muito de fazer estas postagens porque vou aprendendo a conhecer lugares novos.

Não há o que agradecer. Festejar com você o aniversário de um seu amigo foi um prazer.

Um abraço para você também e uma ótima tarde.

Adolfo Payés disse...

CUANDO TE VISITO SIEMPRE ME SORPRENDES.. AVECES SUELO QUE UTILIZAR EL TRADUCTOR. GRACIAS AMIGA..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Dulce disse...

Adolfo Payés

Ah, que bom, meu amigo!

Sabe que não havia pensado em colocar um tradutor na página? Pois é. Agora já tem. Espero que facilite. Muito obrigada.
Beijos e um bom dia para você.

Marilia Barros disse...

Fico feliz de conhecer a historia da minha cidade. Hoje resido tão longe, em Fortaleza, ficarei feliz se dia conhecer minha familia e minha cidade de Ji- Parana. Beijos para todos. Ass. Maria Lucia