floquinhos

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Como num desenho...


Desenho

Traça a reta e a curva,
a quebrada e a sinuosa
Tudo é preciso.
De tudo viverás.

Cuida com exatidão da perpendicular
e das paralelas perfeitas.
Com apurado rigor.
Sem esquadro, sem nível, sem fio de prumo,
traçarás perspectivas, projetarás estruturas.
Número, ritmo, distância, dimensão.
Tens os teus olhos, o teu pulso, a tua memória.

Construirás os labirintos impermanentes
que sucessivamente habitarás.

Todos os dias estarás refazendo o teu desenho.
Não te fatigues logo. Tens trabalho para toda a vida.
E nem para o teu sepulcro terás a medida certa.

Somos sempre um pouco menos do que pensávamos.
Raramente, um pouco mais.

(Cecília Meireles)

9 comentários:

Dora Regina disse...

[...]Todos os dias estarás refazendo o teu desenho[...]
A cada amanhecer temos um desenho pra refazer...O nosso dia!
Se o desenho não ficar do nosso gosto, corrigimos os erros e no dia seguinte ficará melhor.
Beijos no ♥

Isa disse...

É verdade!
Se repararmos bem refazemos a Vida,a cada dia que passa.
Se tivermos vontade poderemos melhorar!
Beijo.
isa.

Pitanga Doce disse...

"Todos os dias estarás refazendo o teu desenho".
Sim, a cada dia uma nova forma. Uma melhores, outras nem por isso.

Linda a rosa. É da casa da Angélica, não é?

bom dia Dulce.

Dulce disse...

Dora Regina

E que bom que temos a chance de ir refazendo a vida. Com discernimento e serenidade, vamos traçando desenhos a cada dia melhores.
Beijos e um bom dia.

Dulce disse...

Isa

É exatamente isso, minha amiga. Se tivermos (boa) vontade...
Beijos e um bom dia.

Dulce disse...

Pitanga Doce

O importante é sabermos que podemos sempre melhorar nosso desenho.

Sim, é da casa da Angélica. Ela plantou quatro roseiras que ficaram floridas o tempo todo. Agora elas se recolhem, parecem morrerem, mas voltam a florir na próxima primavera.
E eu, que adoro rosas, vou guardando-as em fotos para enfeitar o prosa.
Beijo em dia azul (meio pálido) aqui por Campinas

Pitanga Doce disse...

Também gosto de rosas. As minhas preferidas são as amarelas. Por aqui o Sol tirou férias. Ontem ventou forte o dia todo. Não se pode nem confiar na Primavera? Vê lá!

M. Lourdes disse...

Que grande verdade esta poesia encerra. Só é pena que algumas linhas da vida não se possam apagar como fazemos nos desenhos.
Beijinho
Lourdes

Marliborges disse...

Olá amiga,
Muito interessante esse poema
"Não te fatigues logo. Tens trabalho para toda a vida."
Como a gente esquece isso hein!!! Bjsssss