floquinhos

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Finalmente, maio...


Finalmente  o sol brilha sobre a cidade, depois de dias e dias cinzentos, frios, chuvosos, com cara de inverno. Temos finalmente um dia típico de maio, friozinho, mas claro, iluminado. 
E dentro de mim abrem-se lembranças de outros maios, longínquos, quando aconteciam as mais belas tardes do ano, quando o clima ainda era bem definido em cada estação, quando, exatamente por isso, maio era "o mês das noivas"  Não havia noiva que não sonhasse com um casamento feito ao cair da tarde de um ensolarado sábado de maio, sob a magia de um poente multicolorido, seguido por estreladas noites para sua "lua de mel". 
Sempre que chega maio, uma doce lembrança me envolve... Uma música, uma imagem, uma saudade... Meu pai, dedilhando ao violão, uma canção de Silvio Caldas, que era um de seus cantores favoritos, e que, cantarolando baixinho,  me encantava:

"Tardes de maio
céu azul, nuvens raras
Tardes de maio
são as tardes mais claras
E Rosa vai rezar
pedir numa oração
alguém para morar
Em seu coração."

Eram tão singelos os desejos das Rosas de então!... 

(Numa tarde de dezembro)

Não, não fui uma noiva de maio. Casei-me num dezembro, numa linda e ensolarada tarde de domingo. Esperar maio chegar seria tempo demais para dois corações apaixonados que viviam fisicamente tão distantes, eu em São Paulo, ele em Belo Horizonte. E quando maio chegou, lindas foram as suas tardes.

22 comentários:

Beth/Lilás disse...

Oi, Dulce!
Também casei-me em dezembro,10, que coincidência! Mas, realmente maio é o mês das noivas e um mês lindo dedicado às mães, gosto muito desse mês, inclusive porque começa a esfriar nesta nação calorenta. hehe
Lindas suas lembranças.
beijos muitos, cariocas outonais



(Tenho um vaso com esta flor cheia de flores que desabrocharam em abril)

elvira carvalho disse...

Bonitas recordações lhe desperta Maio.
Aqui em Portugal se diz que Maio é mês de mulheres. Mês das noivas, das mães e da Virgem Maria.
Por aqui este ano Maio chegou frio chuvoso e com trovoadas.
A propósito do poema lembrei de uma história que minha avó contava.
Num certo dia do mês de Maio, se encontraram numa mana dois namorados. Ele ia para o campo e carregava sobre as costas um saco de sementes. Ela vinha da fonte e tinha sobre a cabeça um bilha de barro cheia de água. Namorararam tanto ou tão pouco que a certa altura o sol se punha no horizonte. Diz ela:
- Ai meu Deus que está anoitecendo.
- Ai ai dias de Maio dias de amargura, inda agora amanheceu já é noite escura.

Se pensarmos que em Portugal em Maio é dia às 6 e pouco e é noite perto das 21 e que os noivos estavam carregados, haja amor, não é? Rsrsrs
Um abraço e bom fim de semana

Anônimo disse...

Olá Amiga Dulce, preparava-me para lhe falar do Maio invernoso que temos este ano aqui em Portugal e eis que, antes de mim, já a amiga Elvira dissera o mesmo. O Inverno voltou com imensa chuva, vento forte e frio. A mãe natureza zanga-se pelos maus tratos que lhe vamos infligindo e prega-nos destas partidas.
Agradeço pelas coisas bonitas que me dá a ler de vez em quando.
Hoje aprendi com uma senhora brasileira que me ajuda na lida da casa um termo que se usa em S. Paulo sobre a chuva miudinha a que chamam "Garoua" é assim?
Deixo-lhe o meu abraço
Celene
Lx.2012/05/04

Dulce disse...

Beth/Lilás

Fomos, então, noivas de dezembro, Beth. Casei-me num 14...
E por falar em esfriar, este ano está pra valer. rs... imagino quando o inverno chegar.
Obrigada, beijos e lindas tardes de maio para você.

Dulce disse...

Elvira Carvalho

Pois, amiga, o tempo anda mesmo maluquinho. Já não se sabe como serão os dias ou as estações.

Gostei muito da história e só posso acrescentar que para os namorados, todo tempo do mundo sempre vai lhes parecer pouco. rs...

Beijos, obrigada e um ótimo final de semana para você também.

Dulce disse...

Celene

Um prazer te-la aqui no Prosa.

Tem razão, a mãe natureza anda meio zangada com os descasos que tem recebido de seus ingratos filhos, que nem lhe reconhecem as dádivas oferecidas. Quando o homem abrir seus olhos, talvez já seja tarde para repor o que estragou.

Sim, temos aqui essa "garoa" - uma chuvinha fina que parece penetrar na pele e gelar os ossos... São Paulo era chamada "a terra da garoa", mas o clima tem mudado tanto por aqui que até a nossa garoa está sumindo. Ela se fazia presente durante o inverno, principalmente nas madrugadas geladas. Ainda que parecesse ruím, fazia parte do romantismo da cidade. Era cantada pelos poetas e músicos locais.

Obrigada por sua presença no Prosa.
beijos e um bom final de semana para você.

Agulheta disse...

Amiga Dulce.Sim, o Maio tem muitas tradições ligadas,é tempo das cerejas e dizem que "em Maio comem-se as cerejas ao borralho" e como está muita chuva e frio,para uma noiva nesta altura não seria boa,mas outras crenças ficam
Beijos e bfs

isa disse...

Sou a eterna romântica que se emociona e vibra com lindas histórias de Amor e sei que a sua é uma delas!
Que encanto o seu post.
BFS.
Beijo.
isa.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pois por aqui chegou agora o Inverno, Dulce. Chove e está frio.
Bom fds

Dulce disse...

Agulheta

E as cerejeiras em flor dão a maio um delicado cenário. Vejo isso e me encanto quando posso estar no Hemisfério norte em maio, junto de minha filha e netos. Este ano não deu. Ficou para o verão...

Beijos e um bom final de semana

Dulce disse...

Isa,

Obrigada, minha amiga.
Também sou como você, uma eterna romântica e as lembranças ficam no coração.

Beijos e bom final de semana para você.

Dulce disse...

Carlos Barbosa de Oliveira

Uma primavera com cara feia, não é? Mas parece que o clima do planeta resolveu pregar uma peça, mesmo, pois lá em Winchester, onde o inverno é extremamente rigoroso, este ano quase não nevou.

Beijo e bom final de semana

Pitanga Doce disse...

Iiiiiiiiiih, deixei um comentário aqui, ontem e "tomou Doril"!

Dulce disse...

Pitanga Doce

Pois!... fazia tempo que o blogger não aprontava uma dessas.
Que pena, menina, gosto tanto dos seus comentários. Mas, obrigada, viu?
Beijos e lindo sábado para você.

Pitanga Doce disse...

Não sei se foi, Dulce. Olha, todas as vezes em que entro aqui, está entrando junto o spam da Dafitti Calçados. Tens que cobrar "merchandising". hehe

Dulce disse...

Pitanga Doce

Esse site é um inferno! Andou entrando aqui também, ai eu dei um reforço do Norton e parece que parou.
Voltei agora ao Norton para ver se encontrava uma pista, mas qual...
Lamento, minha amiga. Ainda se eu tivesse comprado um mísero par de chinelos nele, poderia pensar em um comando qualquer errado, mas nunca nem entrei nesse site. Ô praga, sô!

Beijos

Evanir disse...

A amizade é a doce canção da vida é a poesia da eternidade.
O Amigo é a outra metade da gente.
O lado claro e melhor.
Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos.
O Amigo revela, desvenda, conforta.
É uma porta sempre aberta em qualquer situação.
Um lindo e abençoado final de semana .
Um Domingo na paz e na luz..
Beijos no coração com carinho.
Evanir..

ValCruz disse...

Linda vc menina Dulce! E eu não aguentaria também... rs. Casei-me em Março. Lindo post! Tem tanto sentimento em cada linha, dá pra sentir que foi feito com todo carinho, como tudo, sempre, por aqui.

Meu anjo, cheiros e boa noite se sábado, com as promessas de um domingo cheio de luz e amor.

Dulce disse...

Evanir

Muito verdadeiras essas suas palavras. Evanir, muito obrigada.
Beijos e tudo de muito bom para você.

Dulce disse...

ValCruz

Ah, minha amiga linda, preciso pedir desculpas pela demora nesta resposta, mas é que, de novo, estou mudando de pouso, por 20 dias, e preciso deixar tudo em ordem aqui em casa. Tadinho do Prosa, ficou meio paradinho, mas chegando em Campinas, logo mais à tarde, ele volta a ativa..

Beijos e um bom dia procê.

Rafael Bernardino disse...

Linda postagem. Li algumas outras e gostei desse espaço. Eu o localizei pelo blog da Mila.

Estou seguindo agora.

Abraço!

Dulce disse...

Radael Bernardino

Seja muito bem vindo, Rafael. Muito bom te-lo entre os leitores e amigos do Prosa.

Obrigada pela sua presença, abraço e boa noite para você.