floquinhos

quarta-feira, 16 de maio de 2012

O sol que aquece o dia...

(A sesta - Van Gogh)

Céu azul, de brigadeiro, o sol esparramando-se por sobre a cidade nesta quarta-feira de outono. Mas um friozinho que pede aconchego e alguma roupa um pouco mais quentinha vem nos alertar para o fato de que o inverno, já tão próximo, ao que parece, vai ser rigoroso. Talvez lá por Sampa o dia esteja enfarruscado, cinzento, o que não seria de estranhar, então só posso agradecer por esta cidade ser um pouco menos fria,  o que faz um bem enorme aos meus ossinhos que já andam brigando com uma artritezinha a cada vez que o tempo muda... Coisas da juventude... rs...  

Olhando o sol esparramado lá fora, sol que sugere um momento para lagartear sentada no banco do jardim, deixando que ele aqueça cada pedacinho de mim, acabo por me lembrar de um dos incríveis poemas de Drummond sobre o cotidiano mineiro e, por ser puro Drummond, deixo-o aqui para complementar esta postagem com cara de preguiça.



Sesta

A família mineira
está quentando sol
sentada no chão
calada e feliz.
O filho mais moço
olha para o céu,
para o sol não
para o cacho de bananas.
Corta ele, pai!
O pai corta o cacho
e distribui para todos.
A família mineira
está comendo banana.
A filha mais velha
coça uma pereba
bem acima do joelho.
A saia não esconde
a cocha morena
sólida construída,
mas ninguém repara.
Os olhos se perdem
na linha ondulada
do horizonte próximo
(a cerca da horta).
A família mineira
olha para dentro.
O filho mais velho
canta uma cantiga
nem  triste nem alegre,
uma cantiga apenas
mole que adormece.
Só um mosquito rápido
mostra inquietação.
O filho mais moço
ergue o braço rude
enxota o importuno.
A família mineira
está dormindo ao sol. 

(Carlos Drummond de Andrade)

6 comentários:

Pitanga Doce disse...

Bom dia, Dulce. Aqui o Sol esta´brincando de esconde-esconde. Deve ter aprendido a lagartear com a família mineira, uai! Eh trem bom, sô!

Beijos pitangueiros.

elvira carvalho disse...

Por aqui o sol brilha radioso a temperatura está nos 34º Para amanhã dão 22 e a chuva dizem que vem a caminho.
O que me destrambelha toda e já vou com 4 cx de injeções para os ossos.
Um abraço e tudo de bom por aí.
Ah! Obrigada pela partilha deste belo poema.

Dulce disse...

Pitanga Doce

hehehehe... Pois foi!
Sabe, a D. Conceição, sogra-mãe de meu filho e pessoa muito lindinha e ativa em seus 85 aninhos de vida bem vivida, costuma dizer que: "quem anda com manco, aprende a mancar"... rs... Depois de 44 anos de estreitíssima convivência com um mineirão de boa cepa, como não aprender a lagartear? hehehehe
E põe trem bão nisso, sô!!! rs...

Beijos e sol lindo de outono em sua tarde.

Dulce disse...

Elvira Carvalho

E alguém pode ficar bem com um clima desses, amiga? E eu pensava que só por aqui o tempo estivesse assim meio maluquinho... Pois é. Vamos então cuidar-nos, que nem pode ser diferente.

Beijos, obrigada e uma boa tarde para você.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por aqui está um sol lindo e a temperatura acima dos 30 graus, mas para amanhã já anunciam descidas para menos de 20 e...chuva!
que fique o calor dos corações, amiga Dulce.

Dulce disse...

Carlos Barbosa de Oliveira

Que é exatamente do que precisamos para um bem viver, concorda comigo?

Beijos