floquinhos

sábado, 15 de dezembro de 2012

Para que possamos armazenar lembranças...


A praticamente uma semana do Natal, o trânsito absurdamente caótico, mais ainda do que costuma ser aqui por Sampa, um calor sufocante e chuvas caindo às pencas pela cidade, lojas ainda assim cheias, gente ainda assim com uma expressão de doce expectativa no olhar, ruas engalanadas, iluminadas, completamente coloridas... 
Festa religiosa? Festa familiar? Pretexto para reunir amigos? A alegria dos comerciantes? Sem dúvida, tudo isso e mais alguma coisa... E nosso povo está realmente carente desse "mais alguma coisa". Então, misturem-se todos os motivos, todas as tendências, todos os desejos e sonhos, e deixemos o Natal acontecer em nós, em nossos corações, em nossas vidas... E assim, quando o novo ano chegar, teremos mais alguns momentos a acrescentar na contagem de coisas boas do ano que se findou... Mais algumas caixinhas para guardarmos em nosso baú de recordações... 

8 comentários:

isa disse...

Sempre vivi o Natal com um Espírito muito profundo!
O Pai Natal e o pinheiro entraram tarde na nossa casa.
Era o Nascimento de Jesus que era(e é)festejado e o Menino Jesus que nos
trazia as prendinhas, na manhã de 25.
Lembrar quem tem menos ou nada era a coisa mais natural.Nem precisavam de nos mandar.Nós fazíamos e continuamos a fazê-lo.
Este ano aí como aqui o Povo está a sofrer muito...
Beijo.
isa.

Maria Rodrigues disse...

Sempre adorei o Natal mas este ano sem a presença do meu querido paizinho já não será a mesma coisa.
Como a minha próxima semana vai ser muito dificil em termos profissionais, e como não sei se terei tempo de passar pelas casas virtuais dos amigos, passo hoje especialmente para desejar um Natal muito Feliz. Que a Luz e o Espírito de Amizade, Fraternidade e Amor do Natal, consigam prevalecer no coração dos homens, ao longo de todos os dias do ano, para seja sempre Natal.
Beijinhos
Maria

Ricardo Miñana disse...

Hola, muy bonita la imagen
gracias por compartir.
ya llegan estas fechas tan entrañables deseo que la paz y la ilusión llamen a la puerta
de tu hogar, que las disfrutes.
un abrazo.

elvira carvalho disse...

O Natal para mim é a festa da comemoração do nascimento do Deus menino. O Pai Natal e o Pinheiro é folclore. As prendas de Natal importantes são a nossa doação aos que precisam dum afago, duma companhia, dum sorriso. Pena que em Portugal neste momento as pessoas nem vontade tenham de sorrir.
Um abraço e bom fim de semana

Dulce disse...

Isa

A religiosidade do povo português é enternecedora... Ainda trago em mim essa ternura do Natal, como a festejávamos em casa, quando menina.

Beijos

Dulce disse...

Maria Rodrigues

Entendo-a perfeitamente, amiga. No meu já longo caminhar, cada ausência vai tornando o Natal um pouco mais pobre...
Agradeço e retribuo seu votos para este Natal e para o Ano Novo. Muito obrigada

Beijos

Dulce disse...

Ricardo Miñana

Boa noite, Ricardo. Seja muito bem vindo ao Prosa. Obrigada pela visita e pelo comentário.
Que a paz reine também em seu lar e que haja alegria em seu coração neste Santo Natal.
Um abraço.

Dulce disse...

Elvira Carvalho

Esse é o verdadeiro significado do Natal, amiga. O amor e a caridade.
E em tempos difíceis, é exatamente esse significado que vale para todos.
Que haja paz em seu lar e que o o Menino-Deus os abençoe.

Um abraço