floquinhos

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Minha pequena Vila de Natal



Sempre que decoro minha casa para as festas de Natal e Ano Novo, em cada pecinha que disponho, seja na árvore ou em qualquer canto da casa, sinto o carinho de momentos passados com amor, a delicadeza de uma amizade, a saudade, tudo embalado em doces lembranças, já que cada uma delas tem sua própria história: esta comprei com meu marido, esta eu trouxe de uma visita à minha filha, comprada em uma "Garage sale", esta comprei em um passeio pelo shopping com minha nora...


Montada a árvore, o pequeno presépio, colocados todos os arranjos, anjos e guirlandas na lareira, decorado o hall de entrada e o terraço, chega a hora de montar a pequena Vila de Natal que vem também carregadinha de amizade, já que começou como resultado de uma visita que fiz, há quase dez anos, a uma amiga até então virtual, lá em Michigan, logo após o falecimento de meu marido.


Tinha ido à casa de minha filha para ficar um mês com ela e com os kids que, naquela época moravam na Filadélfia. para recarregar minhas baterias após um dos períodos mais difíceis de minha vida, quando a Mara, falando por telefone com minha filha, pediu-lhe que me mandasse para ficar uns dias com ela. Quando minha filha e meu (então) genro falaram comigo já tinham comprado as passagens e assim, lá fui eu conhecer ao vivo e a cores uma pessoa maravilhosa, uma amiga linda, em cuja casa fiquei uns três ou quatro dias, desfrutando de uma hospitalidade incrível.


Mara e Jim estavam à minha espera no Aeroporto de Detroit e de lá seguimos para a casa deles em East Lansing, um lugar encantador. E foi na casa deles, linda, muito bem cuidada, muito aconchegante, que pude ver de perto uma Vila de Natal. E ao ver meu encantamento diante daquelas miniaturas dispostas junto à lareira, minha amiga planejou um lindo presente para meu próximo Natal, pois quando a época chegou, recebi pelos Correios várias casinhas e bonequinhos para que pudesse dar início à minha vilinha


E de lá para cá, a vila vai crescendo com novas aquisições que vou fazendo quando estou nas terras de Tio Sam pela época do Natal... Começou com um gesto de amizade, com a atenção e o carinho de uma amiga, e segue a cada ano como um dos pontos da casa predileto de meus netos menores...

12 comentários:

✿ chica disse...

Que linda história envolve essa vila de Natal, tão linda e cheia de recordações e belos momentos. Gostei de ler e ver! beijos,chica

Pitanga Doce disse...

Dulce, eu nem sei o que dizer! É tão lindo! Tem tanto carinho nisso tudo. Estava estranhando não postares aqui mas agora vi o que andavas fazendo.

Só espero que o hoje o blogger esteja de bom humor e este comentário saia.

Beijos, Dulce.

Dulce disse...

Chica

Obrigada!Fico feliz que tenha gostado.
Beijos e uma boa tarde para você.

Dulce disse...

Pitanga Doce

Ah, mas hoje fui mais esperta do que o Blogger... hehehe...Fui lá na página de moderação de comentários para buscá-lo...

Obrigada, Pitanguinha. Mas, na verdade, o calor me deixa assim mesmo, meio apática, lentinha, lentinha... hehehehe. Até o Prosa fica devagar.

Beijos, obrigada e linda tarde para você

PS - e-mail muito lindo recebido, viu?

isa disse...

E que linda e enternecedora essa vila
de Natal!
Histórias que tão bem nos conta!
Beijo.
isa.

Agulheta disse...

Amiga Dulce.Uma bela história de natal onde cada momento é único.Também tenho encanto por estas casinhas,ou aldeia de natal.Tenho uma mas pequena,nada que se compare a esta beleza que mostra,e os afetos contidos nelas.
Beijinho

Graça Pereira disse...

Uma Vila de Natal que é um encanto e que imagino a alegria dos teus netos mais novos perante esta mágica cidade, com histórias bonitas de amizade, de amor e de compras em conjunto. Acredito que, cada peça conte a sua pequena história e, revivas toda a felicidades guardada nelas.
Aproveito para te desejar um Feliz Natal com todos os teus e um 2013 com muita paz e alegria.
Beijo
Graça

Dulce disse...

Isa

Tudo isso é sempre um efeito da magia que o Natal espalha pelo mundo cristão. Nem daria para ser diferente, não é, minha amiga?

Beijos e um lindo dia para você

Dulce disse...

Agulheta

São essas coisas aparentemente pequenas que formam o encanto da vida, a magia do Natal...

Beijos, Lisa, e muito obrigada

Dulce disse...

Graça Pereira

É sim, minha amiga, os netos pequenos ainda vivem a fantasia das imagens de Natal e preciso aproveitar todo momento antes que eles abram as asas para a vida e sua nem sempre doce realidade... Gostaria de deixar em cada um deles uma doce lembrança dos Natais vividos em família, porque isso marca sempre nossos caminhos.

Beijos, obrigada e um Natal de muita luz e amor para você e os seus. Feliz Ano Novo.

elvira carvalho disse...

Uma vila de Natal já por si é um sinal de amor e amizade pois recorda tal como o presépio o Nascimento do Deus Menino. E essa é mais especial ainda pois é fruto de alguém que segue os ensinamentos de Cristo dando-se aos outros, como essa sua amiga fez.
Um abraço e Bom Natal.

Cristiano Hansen disse...

Amei essa sua historia e essa maravilhosa vila de natal, haveria possibilidades de vc me contar onde encontramos essas figuras de pessoas para essa vila pois estou montando uma e gostaria de enriquecer ela achei a sua linda . agradeço o carinho eespero noticias
atenciosamente
Chrys Hansen
email contato chryshansen001@gmail.com